Histórias de sucesso

A curiosidade emagreceu o gato (quer dizer, a gata!)

Beatriz

Nome: Beatriz 
Idade: 20 anos
Altura: 1,65
Pesava: 81,400 kg
Eliminou: 17,400 kg
Peso atual: 64 kg
Quando aderiu ao Vigilantes do Peso: 08.10.2015
Qual era a sua meta de peso: 65kg
Quando atingiu a sua meta de peso: 23.06.16 

 

A curiosidade emagreceu o gato (quer dizer, a gata!)

Minha mãe e minha irmã fizeram Vigilantes do Peso e me disseram que era muito interessante. A curiosidade me levou lá.
Apesar de ter noção de que estava acima do peso, eu não sabia que era tanto. Muito menos tinha consciência de que meu IMC era de quase obesidade. Descobri isso em minha primeira e inesquecível reunião com a Orientadora Maria Lúcia Tedesque. Aliás, que Orientadora! Ela falava de coisas que aconteciam com ela de forma divertida e grande parte das pessoas da reunião se identificava com as situações.

O dinamismo, o ambiente amigável e a relação de confiança me fizeram aprender a apreciar os alimentos, tanto os que eu já gostava quanto os que aprendi a gostar. Aprendi também que para emagrecer não é necessário fazer uma dieta radical e parar de comer alimentos gostosos e gordinhos, mas sim, saber quando e quanto comer. E percebi que o programa seria “leve” e “tranquilo” de seguir por ter apoio e poder ouvir experiências de outras pessoas que estavam passando (ou passaram) pelas mesmas situações que eu.
A partir de então, comecei a comer alguns legumes e verduras que nunca achei que comeria, aprendi a ter sempre um lanchinho na bolsa para não comer errado na rua e conheci mais meu corpo. Passei a ingerir mais água e meu intestino ficou mais regular.
Não consegui desenvolver o hábito de me dedicar a uma atividade física, mas aprendi que o importante é me manter ativa. Então, subo escadas! O fato de não ser muito fã de elevador ajudou, mas prefiro sempre subir e descer escadas. Também danço em casa, como uma forma de atividade e distração. Agora tenho nos meus mais sérios planos começar uma academia.

Conscientização

Um importante passo, ou melhor, uma agradável mudança foi perceber que comia coisas só por comer, sem pensar no que era. Agora, consigo pensar e avaliar se vale a pena comer um alimento. Se for algo que eu realmente gosto e estou com vontade, como sem culpa (acho muito importante comer sem culpa, mesmo se for uma "jacada").


Apoio

Durante o processo de emagrecimento, minha família e a de um amigo em especial, todos, desde o começo, incentivaram, não me deixavam desanimar quando engordava em uma semana e entendiam quando preferia comer algo com menos ProPontos. Sem falar no apoio da Orientadora e do pessoal nas reuniões.
E para manter o foco, pendurei uma calça no meu quarto e disse a mim mesma que ela voltaria a fechar em mim—quando ela fechou, quase morri de alegria!


Desafios

Acho que todo final de semana foi (e ainda é) um grande desafio, porque são dois dias em que eu saio da rotina, acordo mais tarde, acabo indo para lugares onde sei que vou encontrar comidas gordinhas e que eu gosto; então, aprendi a lidar com ele! Como certo onde e quando consigo, sempre tentando melhorar na próxima refeição, e na segunda-feira, volto para a rotina e tudo fica mais tranquilo novamente.
Apesar das dificuldades, nunca pensei em desistir. No entanto, confesso: é desanimador perceber que engordamos em uma semana. Mas aí a gente participa da reunião e conta com o apoio de quem se importa conosco e fica mais suave dizer: “poxa, já eliminei 4kg, o que são 300g perto disso?” Pensando assim, comecei a não me abalar tanto quando o peso subia um pouco.
Depois de alguns meses, a recompensa do meu esforço chegou. Passei a me sentir mais leve, poderosa. A sensação era de dever cumprido comigo mesma. Ah! E passei a vestir qualquer estilo de roupa, sem pensar no que “fica bom em gordinhas”.
Para completar minha alegria, hoje vejo meu pai 5 kg mais magro. Ele começou aos poucos e resistente, mas hoje já está interessado em saber quantos pontos tem cada alimento e usa o aplicativo do VP.


Para quem, porventura ainda estiver em dúvida...

Eu preciso dizer que tanto o apoio do grupo quanto as mudanças de hábitos, propostas do programa do VP, foram fundamentais para meu emagrecimento. O fato de saber que tem outras pessoas passando pelas mesmas coisas que você está passando, compartilhando histórias e novidades, e o fato de a Orientadora conhecer sua história e saber o que se passa com você é muito legal. Você não se sente um peixinho fora d’agua, porque está todo mundo no mesmo barco; todos remando para o mesmo lado. O Informativo Vida Light que recebemos também é muito bom, com receitas gostosas e dicas importantes (principalmente em épocas festivas).


Deixo aqui mais algumas dicas:

1.    Participe das reuniões e pese toda semana; isso é MUITO importante.
2.    Esteja aberto a fazer uma mudança de hábito, a conhecer novos alimentos e a saber que você come para viver e não o contrário.
3.    Leite em pó desnatado fica muito bom com qualquer fruta! (E uma colher de sopa tem apenas 1 ProPontos).
4.    Use colheres e xícaras de medidas; confie, parece pouco, mas não é. 
5.    Tenha uma rotina; isso ajuda muito no processo de emagrecimento.
Foi assim que de curiosa para saber mais sobre o programa, passei a ser magra. Quer dizer, linda, loura e magra; do jeitinho que estarei no dia em que me formar e no meu casamento! Porque agora aprendi a ter uma vida mais saudável, ativa e, consequentemente, mais alegre!