Dicas E Artigos

Outubro Rosa

Alimentos potencialmente cancerígenos

A Organização Mundial da Saúde informou em Outubro de 2015 que:

“Com base em um acúmulo de estudos científicos, ficou claro o provável potencial cancerígeno da carne vermelha, enquanto a carne processada, como salsicha, linguiça, bacon e presunto, foi classificada como um alimento efetivamente cancerígeno. Devido a essas diferenças, as classificações das carnes vermelhas e processadas se deram em categorias diferentes.

A carne processada, que foi classificada no Grupo 1 (alimentos comprovadamente cancerígenos), está na mesma categoria que o tabaco e o amianto, por exemplo; porém, segundo a OMS, isso não quer dizer que sejam igualmente perigosos. A classificação, que é feita pelo Centro Internacional de Investigações sobre o Câncer, determina a força da evidência científica sobre determinado alimento ou substância ser uma das causas de câncer, e não tem a função única de avaliar o nível desse risco.

A carne vermelha, classificada no Grupo 2A (alimentos provavelmente cancerígenos), possui evidências limitadas de que o seu consumo cause câncer em seres humanos, ou seja, apesar de existir associação positiva entre a exposição à carne vermelha e ao desenvolvimento do câncer, não se podem descartar outras explicações para o aparecimento da doença. ”

Portanto, o Vigilantes do Peso reforça: a chave para uma alimentação saudável são as boas escolhas e a diversificação dos alimentos. Por isso, priorize os in natura e minimamente processados, recheando suas refeições com frutas, legumes, vegetais, grãos e cereais integrais, por exemplo; e se, eventualmente, for consumir alimentos muito processados, que seja com moderação.