No controle das emoções

"Hoje sou um homem mais feliz, equilibrado e leve, tanto na alma quanto na balança!"

Nome: Antonio
Idade: 28
Altura: 1,78 m
Pesava: 112,0 kg
Eliminou: 25,4 kg
Peso atual: 86 kg
Peso meta: 80 kg

No controle das emoções

À flor da pele

Antonio sabe bem quais são as dificuldades de se lidar com a fome emocional. Tendo passado quase a vida inteira com sobrepeso, ele conta que evitava tirar fotos e ser filmado, além de fugir de praias e piscinas por vergonha do corpo e do rosto. Além da dificuldade para comprar roupas em lojas comuns, Antonio apresentava problemas de saúde como gordura no fígado e dores nos pés e joelhos.

“Antes de entrar para o Vigilantes do Peso e começar o programa, eu só ficava satisfeito quando me sentia bastante cheio. Nunca fui consumidor assíduo de fast-food, mas comia em grandes quantidades nas refeições principais (almoço e jantar). Também beliscava muito durante o dia: biscoitos e outras guloseimas.” Com a mudança de hábitos e a conscientização promovidas pelas reuniões semanais e o apoio dos Orientadores, Antonio conta que hoje se sente satisfeito comendo bem menos do que antes. Sua alimentação aos poucos foi melhorando até se tornar balanceada, rica em fibras, e seu cardápio hoje inclui uma boa variedade de frutas.

Lidando com o estresse

A fome emocional foi o principal aspecto a trabalhar. Ao longo das semanas seguindo o programa, ele percebeu que o que o fazia comer de forma descontrolada eram algumas questões pessoais e profissionais, causadoras de estresse e ansiedade. “Se nossa mente está saudável, temos muito mais condições de enfrentar qualquer desafio de forma objetiva e determinada.”

Com o Apoio do grupo e as orientações do programa, Antonio finalmente conseguiu assumir o controle das próprias emoções e de sua reação a elas. Todo esse empenho rendeu frutos. “Hoje em dia fico desconfortável quando me sinto empanturrado ao ponto de o abdome dilatar.” Antonio sente a fome emocional sob controle, consegue comer de forma moderada suas tão adoradas guloseimas. “Hoje como para viver, e não vivo para comer”, resume ele. “Hoje sou um homem mais feliz, equilibrado e leve, tanto na alma quanto na balança!”

Os resultados já são visíveis em sua vida social, com um Antonio mais confiante e tranquilo. Planos para o futuro? “Quero manter o estilo de vida saudável e ter uma boa grana para trocar todo o meu guarda-roupa!”