Dicas E Artigos

Artigos

Descubra a ligação entre emagrecimento, saúde e bem-estar. Aprenda a viver melhor!

Um pouco de ar fresco
Por que não sair da academia um dia ou outro, ou fazer uma caminhada ao ar livre em vez de sempre correr na esteira da sua sala? Dê uma variada nos exercícios e aproveite o que o mundo lá fora tem de melhor.

Com um clima maravilhoso como o nosso, chega a ser um desperdício ficar o tempo todo em ambientes fechados. Tudo bem que no auge do verão um ar-condicionado é um grande aliado para nos manter fisicamente ativos, mas em outras épocas do ano, é bem provável que você fique se coçando para dar uma voltinha lá fora. Só precisa de um pouco de incentivo, não? Pois é justamente para isso que estamos aqui.

"Ao ar livre, temos uma percepção melhor das verdadeiras capacidades do nosso corpo", diz Michael Schwartz, especialista em condicionamento físico. Você pode lançar a si mesmo o desafio de longas caminhadas, jogar bola com os filhos ou colegas em parques e praias, correr com o cachorro em um estacionamento vazio...

Mas ao esticar as pernas – e a criatividade –, não se esqueça de tomar certas precauções. "Tem gente que, naquela ânsia de variar um pouco a rotina de exercícios, esquece o risco de sofrer lesões", alerta Cedric Bryant, especialista em fisiologia do exercício. "A maioria das pessoas não consegue manter nas ruas a mesma intensidade que dentro de uma academia ou mesmo em casa." Assim, tenha em mente os seguintes conselhos e sugestões quando for se reconectar com a natureza:

Transfira para o lado de fora as atividades que você faz a portas fechadas. "Se você está há meses na academia fazendo, digamos, yoga ou localizada, é bem provável que já saiba de cor os movimentos", diz Bryant. "Leve uma música para ouvir e reproduza o exercício a que você já está acostumado. Você poderá aproveitar o melhor dos dois mundos."


Vista-se em camadas. Naqueles dias frios, ou mesmo se você sair muito cedo de casa, com o sol ainda fraco, não subestime o calor que surge durante a atividade física. E depois, à medida que o dia avançar, talvez o sol esteja mais forte. Com uma camiseta mais fresca por baixo e uma de manga comprida ou um casaco por cima, fica mais fácil adaptar-se a essas variações de temperatura.


Hidrate-se. Mesmo que a temperatura não passe dos 20ºC, você ainda vai precisar beber muito líquido. Leve sempre uma garrafinha d’água quando for se exercitar ao ar livre, lembra Schwartz.


Abuse do protetor solar. Já que você vai sair, tem que proteger a pele do sol, seja qual for a previsão do tempo. FPS 15 ou mais, hein!


Uma dose de aventura. Explore diferentes atividades ao ar livre, como trilhas, mountain bike ou mesmo escaladas. "Esse tipo de atividade lança um novo desafio para o corpo e a mente", explica Bryant.


Explore as instalações. Alguns parques públicos, praças, condomínios e praias oferecem áreas de atividade física a céu aberto, com aparelhos, pistas de corrida, às vezes até balança para você se pesar e quadros com orientações para exercícios de alongamento. Mas você também pode criar seus próprios “aparelhos” de ginástica a partir de objetos comuns, como bancos e grades. Por exemplo, Schwartz sugere intercalar períodos curtos de caminhada rápida com “agachamentos de banco”: sentado em um banco segurando a beirada com as duas mãos, desça o corpo deslizando o quadril; cuidado para não fazer um movimento brusco e apenas deixar-se cair. Os pés devem estar totalmente apoiados no chão; os joelhos vão se flexionar um pouco. Comece com duas ou três repetições e aos poucos vá aumentando até conseguir fazer 10 a 12 repetições no intervalo de um minuto.