Dicas E Artigos

Tudo sobre Proteínas

Pessoas felizes fazem escolhas mais saudáveis!

Dieta da proteína: funciona mesmo?

A mocinha da vez, a proteína, anda fazendo a cabeça de muita gente. Mas você sabe quais são os prós e contras de uma alimentação baseada nesse item?

Ninguém quer ficar com fome ou insatisfeito quando está tentando emagrecer. Escolher alimentos que promovam a saciedade, sem um monte de calorias, é uma boa estratégia para muitas pessoas que estão de dieta. Por isso, uma boa dica é investir em alimentos ricos em proteína.

Mas é essencial escolher, preferencialmente, as chamadas proteínas magras. Ovos, peixes de carne branca, aves sem pele, cortes magros de carne bovina e suína e grãos como feijão, lentilha e ervilha. Eles saciam, são saudáveis e possuem baixo teor de gordura.

Como as proteínas sinalizam saciedade

A sensação acontece por meio de efeitos em vários sistemas regulatórios do corpo, incluindo sinais metabólicos, neuropeptídios intestinais, secreções do trato digestivo, hormônios, como a grelina e o PYY, e a motilidade gástrica.1

A proteína também exerce efeito no cérebro, atuando nas vias neurais e de saciedade. Um estudo realizado com meninas que costumavam pular o café da manhã mostrou que, quando elas passaram a receber café da manhã com alto teor de proteína, partes do cérebro que estão associadas à fome e à saciedade sofreram ativação elevada.2

Cientificamente comprovado?

Mas, antes de sair por aí comendo todas as proteínas que vir pela frente, lembre-se: seu corpo precisa de mais. Além disso, é preciso que se façam mais pesquisas sobre o tema antes que se tirem conclusões definitivas quanto à quantidade de proteínas necessárias para que haja efeito nos sistemas regulatórios do organismo.

Uma dieta variada e balanceada, sem exageros, é sempre o melhor caminho para o emagrecimento saudável.