Dicas E Artigos

Saiba lidar com os desejos: nem toda fome é igual!

Pessoas felizes fazem escolhas saudáveis.

​Você passa o dia inteiro atento às suas escolhas alimentares, quando repentinamente – UAU! – você se pega no meio da tarde sonhando acordado com um pacote de biscoitos de chocolate... A questão é que você acabou de almoçar uma salada maravilhosa há duas horas atrás. Não era pra estar com fome, não é?

Provavelmente não. Existe uma diferença entre estar realmente com fome (você se alimentou há algumas horas atrás e seu estômago está “roncando”, nesse caso, talvez uma fruta cairia bem agora) e estar com “vontade de comer” (não faz muito tempo que você realizou sua última refeição, alguém perto de você está comendo um cookie e você imediatamente quer comer também). Nesse último caso, são as influências externas que estão motivando o desejo de comer. Na maioria das vezes em que você acha que está com fome e percebe que a vontade é de comer alguma coisa cheia de gordura ou açúcar, tenha certeza: é apenas o desejo falando mais alto.              

O fato é que esses desejos normalmente estão relacionados a alimentos específicos – bolos, doces, salgadinhos – o que significa que o problema não está realmente no seu estômago. Então, como se resguardar das “beliscadas” fora de hora? A boa notícia é que isso passa! Um recente estudo descobriu que pessoas que resistem a essas vontades, ao invés de ceder a elas, têm mais chances de conseguir lidar com isso sem cair em tentações e conseguem diminuir a frequência com que isso acontece.

A melhor forma de conseguir é desviar o foco do pensamento na hora: escove os dentes, dê uma caminhada, ligue para um amigo, faça uma lista de tarefas... Se você conseguir se esquivar desse desejo de comer fora de hora, por um dia que seja, aos poucos vencerá os obstáculos que te levam a ele.

Para identificar o que te encaminha a esses desejos, Jackie Newgent, membro da Associação Dietética Americana, sugere que identifique as atividades que te levam a fazer lanchinhos inapropriados: às 15h seu estômago ronca, às 15:30 você já está ansioso para voltar para casa, às 16:10 você vai até a cozinha e toma um cafezinho, às 16:15 acaba sucumbindo a um salgadinho... “A melhor maneira de quebrar essa corrente é fazer isso o mais rápido possível, diz Newgent. “Se você sabe que sente fome à tarde, planeje ter por perto um lanche saudável.” Prestar atenção nessa corrente de pensamentos que te levam aos lanches fora de hora vai te ajudar a ficar mais atento, fazer escolhas melhores e alcançar suas metas.