Dicas E Artigos

Receitas

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Probióticos e prebióticos
O que são e como funcionam?

Probióticos


Probióticos são micro-organismos que, quando consumidos em quantidade adequada, proporcionam benefício à saúde em decorrência de sua presença no trato gastrointestinal (TGI). Os tipos mais comuns de probióticos são das cepas Lactobacilli e Bifidobacteria, encontrados em iogurtes e outros produtos lácteos fermentados, como leite fermentado. Os probióticos também são adicionados a uma diversidade de alimentos e bebidas fortificados, além de estarem disponíveis no mercado como suplementos alimentares.
 
Acredita-se que o consumo de probióticos faça aumentar a quantidade de bactérias benéficas no TGI, ao mesmo tempo em que inibe o crescimento de bactérias nocivas. As supostas consequências seriam uma ampla gama de benefícios à saúde, dentre os quais um dos mais vastamente pesquisados é seu efeito contra a diarreia. Há também algumas evidências que sugerem que os probióticos reduzem os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII) e da doença inflamatória intestinal (DII)2e que ajudam a aliviar os sintomas da intolerância à lactose.3 No entanto, há muitas ressalvas a essa pesquisa, pois há muitas cepas de bactérias e as dosagens usadas na pesquisa podem variar muito, de forma que os benefícios de uma cepa não podem ser necessariamente inferidos de outra. Além disso, ainda não podemos tirar conclusões firmes dado que foram realizados poucos experimentos com seres humanos até hoje.


Prebióticos


Prebióticos são componentes nutricionais não digeríveis que estimulam o crescimento e/ou a ação de bactérias benéficas ao organismo ("probióticos") no cólon do intestino.4 Em outras palavras, os prebióticos "alimentam" os probióticos.
Prebióticos são encontrados naturalmente em muitos alimentos (grãos integrais, cebola, banana, alho, mel, alho-poró, alcachofra etc.) e também podem ser extraídos de certas plantas (por exemplo, a inulina, das raízes da chicória). É comum encontrarmos alimentos e bebidas processados com adição de prebióticos; também é possível comprá-los em forma de suplementos nutricionais.
Além de atuarem primordialmente promovendo o crescimento de bactérias benéficas, determinados prebióticos melhoram a absorção de cálcio, como já foi demonstrado.5 Além disso, estudos realizados com animais sugerem que os prebióticos podem ter também um efeito favorável sobre o sistema imunológico.


Conclusão


Embora pesquisas sustentem a noção de que prebióticos e probióticos específicos exercem efeitos benéficos sobre o nosso organismo, as conclusões ainda são incertas, considerando que esses benefícios variam dependendo do tipo e da quantidade consumida e que as pesquisas realizadas com seres humanos ainda são insuficientes. Devemos esperar novos estudos, com métodos mais consistentes de pesquisas, de modo a obtermos uma compreensão mais clara dos efeitos dos prebióticos e probióticos sobre a saúde.

Referências

1 Salari, P.; Nikfar, S.; Abdollahi, M. “A meta-analysis and systematic review on the effect of probiotics in acute diarrhea”. Inflammation & Allergy - Drug Targets. Fev. 2012; 11(1):3-14.
2 Moayyedi, P.; Ford, A.C.; Talley, N.J.; et al. “The efficacy of probiotics in the treatment of irritable bowel syndrome: a systematic review”. 2010;59:325–32.
3 EFSA Panel on Dietetic Products, Nutrition and Allergies (NDA). “Scientific opinion on the substantiation of health claims related to live yoghurt cultures and improved lactose digestion (ID 1143, 2976) pursuant to Article 13(1) of Regulation (EC) No 1924/2006. EFSA J 2010;8:1763.
4 World Gastroenterology Organisation Global Guidelines. “Probiotics and prebiotics”. Out. 2011.
5 Scholz-Ahrens, K.E.; Ade, P.; Marten, B.; et al. “Prebiotics, probiotics, and synbiotics affect mineral absorption, bone mineral content, and bone structure”. Journal of Nutrition. Mar. 2007; 137(3 Supl. 2):838S-46S.