Dicas E Artigos

Artigos

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Pronto para mudar?
Quanto mais se conhece a respeito de como e por que ocorrem mudanças duradouras de comportamento, mais aprimoradas são as técnicas desenvolvidas pelos profissionais na tentativa de modificar positivamente o estilo de vida das pessoas.

Um processo continuado de emagrecimento tem como peça-chave a mudança de hábitos, mas não é nada simples realizar tal empreitada. O comportamento humano é, na verdade, uma complexa série de eventos inter-relacionados.

Compreender os gatilhos que acionam uma transformação desse tipo é o objetivo de uma área de conhecimento da psicologia. Quanto mais compreendemos como e por que acontecem as duradouras mudanças de comportamento, mais aptos nos tornamos a concretizar essas mudanças positivas em nosso estilo de vida e a caminhar rumo à perda de peso, sem recuperá-lo.


Desenvolvidos por James Prochaska e Carlo DiClemente em meados dos anos 1980, os estágios de mudança constituem o chamado modelo transteórico de mudança de comportamento. A ideia central é de que as pessoas passam por seis estágios de mudança quando se propõem a realizar uma transformação duradoura em termos de hábitos de saúde.

Estágio de mudança   Como a pessoa age1
Pré-contemplação Não reconhece a existência do problema.  Nega o problema.
Não vê o problema como algo sério.
Contemplação Reconhece a necessidade de uma mudança de comportamento.
Preparação Tenta dar pequenos passos rumo à mudança de comportamento.
Ação Promove mudanças definitivas em determinados aspectos do comportamento.
Manutenção Mantém o novo comportamento ao longo do tempo.
Recaída Volta parcial ou totalmente ao comportamento anterior, muitas vezes sofrendo com sentimentos negativos.

Identificando o próximo passo


O que esse modelo propõe é, essencialmente, a necessidade de se determinar em que estágio de mudança determinada pessoa se encontra para, assim, podermos identificar qual será o “próximo passo”, fazendo-a avançar até o estágio seguinte.2

Uma pessoa no estágio de pré-contemplação, por exemplo, deve ser orientada quanto aos possíveis benefícios à saúde que ela terá caso se comprometa a realizar a mudança de comportamento proposta. A ideia é fazê-la pensar a respeito (isto é, estágio da contemplação), em vez de lhe dar orientações práticas do que fazer  ?  o que seria apropriado apenas para aqueles que já se encontram no estágio de ação. Programas segmentados desse tipo comprovaram ser eficazes em estimular as pessoas a progredirem para o estágio da ação.3


Pesquisas mostraram também que uma mesma pessoa encontra-se em diferentes estágios de mudança para cada comportamento diferente. Um estudo observou os estágios de mudança para três diferentes comportamentos relacionados à saúde: prática de atividades físicas, uso de protetor solar e abandono do tabagismo. Nos casos examinados, para cada comportamento as pessoas apresentavam estar em diferentes estágios de mudança, e aquelas que avançaram pelos estágios obtiveram um sucesso maior em adquirir hábitos mais saudáveis.4

Fontes

1 Zimmerman GL, Olsen CG, Bosworth MF. A 'stages of change' approach to helping patients change behavior. Am Fam Physician. 2000 Mar 1;61(5):1409-16.

2 Prochaska JO, Velicer WF. The transtheoretical model of health behavior change. Am J Health Promot. 1997 Sep-Oct;12(1):38-48.

3 Prochaska JO, Evers KE, Castle PH, Johnson JL, Prochaska JM, Rula EY, Coberley C, Pope JE. Enhancing multiple domains of well-being by decreasing multiple health risk behaviors: a randomized clinical trial. Popul Health Manag. 2012 Feb 21. [Epub ahead of print].

4 Blissmer B, Prochaska JO, Velicer WF, Redding CA, Rossi JS, Greene GW, Paiva A, Robbins M. Common factors predicting long-term changes in multiple health behaviors. . J Health Psychol. 2010 Mar;15(2):205-14.