Dicas E Artigos

Artigos

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

O poder da brincadeira
Se você quer criar filhos saudáveis, faça com que a atividade física seja uma questão familiar. Isso deve ser algo fácil de conseguir, já que crianças adoram correr e gastar a energia que têm naturalmente.

Então, comece enquanto são pequenos. Aqui são apresentadas 10 estratégias para ajudá-lo a reforçar a atividade diária, enquanto passa um ótimo tempo com a família.

 
Planeje passeios para a família que incluam movimentação nos fins de semana. Viaje para um lugar com natureza ou vá a um zoológico e brinque de subir em árvores. Jogue boliche ou vá a um parque de diversões. Quando o clima estiver bom para se divertir ao ar livre, jogue bola ou vá a um parque aquático. Suas crianças vão adorar quaisquer dessas atividades e você 
movimentará o corpo enquanto aproveita o tempo em família.
 
Leve as crianças a pé para a escola. Ou então dirija uma parte do caminho e caminhe o restante. De uma forma ou de outra, vocês já vão estar em movimento no início do dia, antes de cada um sentar-se à mesa do trabalho e da escola pelas próximas horas. Essa também é uma ótima oportunidade para conversar sobre as novidades da vida de cada um.
 
Faça as tarefas diárias juntos. Limpem o quintal ou a varanda, lavem o carro à mão, trabalhem no jardim. Seus filhos não verão isso como trabalho, mas como uma forma divertida e agradável de passar o tempo com você. Assim, você vai conquistar dois objetivos ao mesmo tempo: fazer as tarefas de casa e colocar um pouco de movimento no dia de cada um.
 
Elogie os esforços. Assim como ouvir retornos positivos pode ser um forte motivador para uma criança se manter ativa, o oposto também é verdadeiro: ouvir críticas ou comentários negativos sobre seu desempenho nos esportes pode desencorajá-los a continuar as atividades. Então, reconheça os avanços dos seus filhos em aprender ou dominar novas habilidades, faça sugestões gentis sobre como melhorar e encoraje-os a se inscrever em novas atividades que tenham vontade de aprender. Com um empurrão gentil e muitos elogios da sua parte, seus filhos vão passar a acreditar em si mesmos e terão uma atitude positiva e aberta para se tornarem fisicamente ativos de diversas formas.
 
Não faça comentários negativos. A verdade é que as crianças prosperam a partir de atenção, seja ela positiva ou negativa. Assim, é um erro comentar sobre o sedentarismo delas. Se o fizer, seus filhos vão continuar a repetir esse comportamento no futuro ou ignorarão suas críticas. Uma melhor saída: se as crianças não saem do sofá e você quer que elas se tornem ativas, tente redirecioná-las ao dizer-lhes firmemente para jogarem bola, por exemplo. Uma vez que façam isso, elogie-as por sua ação positiva, para que, assim, esse empenho se repita no futuro.
 
Encoraje seus filhos a brincarem com crianças ativas. As crianças geralmente brincam com quem tem o mesmo tipo de pensamento. Isso também se verifica quando o assunto é atividade física. Se seu filho não pratica naturalmente, você pode gentilmente lhe explicar que é legal ter tipos diferentes de amizades – umas são para sair, outras para trocar confidências, outras para praticar certos hobbies, outras para praticar esportes, e assim por diante. Em um estudo recente, pesquisadores da Universidade de Bristol (Reino Unido) descobriram que a amizade tem um papel fundamental na participação de crianças entre 10 e 11 anos em atividades físicas. Além da motivação gerada por participarem juntos dos exercícios, os amigos também servem como modelos de pessoas ativas, dão encorajamento verbal e tornam a experiência muito mais agradável um para o outro.
 
Mande as crianças brincarem fora de casa e vá com elas. Ainda que seja por pouco tempo, sair de casa encoraja a prática de atividade física, seja ela caminhar, andar de bicicleta ou brincar de correr. Pesquisas sugerem que grande parte das crianças não fica tempo suficiente fora de casa atualmente, o que pode gerar aumento de peso e depressão. Assim que saírem de casa, mesmo que fiquem dentro da vizinhança, vocês podem brincar de caça ao tesouro, procurando pedras diferentes e folhas coloridas de árvores. Podem também brincar de correr, jogar bola, ou qualquer outra atividade que combine diversão e movimento. Todas são brincadeiras válidas e irão atrair a atenção das crianças.
 
Pense em se matricular em uma academia com programas para crianças. Cada vez há mais academias com programas de fitness dedicados à família. Elas oferecem natação, basquete, dança e outras aulas para crianças a partir de cinco anos de idade. Pense nisso como algo divertido: você e seus filhos podem se exercitar e se divertir ao mesmo tempo no mesmo lugar.
 
Incentive-os. Motive seus filhos a tentarem novos esportes ou atividades físicas conversando com eles antecipadamente. Elogiar seus esforços (não somente o desempenho) pode ajudar a manter a criança motivada a praticar novos esportes. Incentivá-los também pode ajudar a aumentar a autoeficiência, a desenvolver a crença de que podem praticar determinada atividade física. Em um estudo, pesquisadores da Universidade do Estado de Kansas (EUA) descobriram que mudanças na autoeficiência estão associadas a mudanças positivas em atividades físicas entre estudantes do ensino médio. Se você tem dúvidas quanto à capacidade do seu filho de praticar determinada atividade, não deixe que elas transpareçam e incentive-o mesmo assim. Uma pesquisa da Universidade de Miami, em Ohio (EUA), anunciou que as crenças dos pais relacionadas à competência física de seus filhos estão significativamente relacionadas ao quanto de atividades físicas que as crianças praticam, dos níveis moderados aos mais elevados.
 
Escute o que seus filhos têm a dizer. Não escolha as atividades que eles irão praticar, deixe que eles digam quais têm interesse em experimentar. Não é porque um pai amava jogar futebol que seu filho também vai gostar. Assim como não é porque você amava balé que sua filha vai ter o mesmo entusiasmo. É importante ajudar as crianças a descobrirem do que realmente gostam e respeitar as diferenças individuais para que elas fiquem mais dispostas a manter essas atividades por um longo tempo. Concluindo, se não é divertido, suas crianças simplesmente não vão fazer regularmente. Para as crianças, a diversão é essencial. 
 
Extraído do livro “Eat! Move! Play! A Parent's Guide for Raising Healthy, Happy Kids” (sem tradução para o português).