Dicas E Artigos

Artigos

Descubra a ligação entre emagrecimento, saúde e bem-estar. Aprenda a viver melhor!

Não estou conseguindo me monitorar
Se está difícil anotar tudo, não se preocupe. Incorporar novos hábitos sempre leva certo tempo. Por isso preparamos algumas dicas para ajudá-lo na recompensadora jornada do automonitoramento.

Não se preocupe, você não é o único. A maioria das pessoas não passou os últimos 10, 20 ou 30 anos anotando tudo que comeu e bebeu e todo abdominal que fez, portanto é absolutamente normal ter dificuldade no início. Não se martirize. Comece devagar. Esta semana, por exemplo, concentre-se em anotar seu café da manhã todos os dias. Na semana que vem, aumente essa vitória incluindo também o almoço nos registros diários. E assim por diante. Se esquecer algum dia, não caia no derrotismo. Apenas recomece.

Pense no ótimo banco de dados que você terá em suas mãos quando conseguir finalmente adquirir esse bom hábito. Será um guia de referência sempre à mão, que lhe permitirá saber o que funcionou — e o que não funcionou — para você. Nossa tendência é subestimar o quanto comemos, então talvez você se surpreenda ao ver ca-da mor-di-di-nha ali no papel.

Claro, é difícil ver a balança indicando um ganho de peso, mas quando você consegue enxergar as causas disso no seu Jornal Pessoal, acaba sendo mais compreensivo consigo mesmo e aprendendo com a experiência. Poder repetir os bons hábitos que o ajudaram a emagrecer é um dos pontos mais importantes do automonitoramento.

Permita-se ir aos poucos. Não tem problema incorporar gradualmente o automonitoramento em seu estilo de vida. Um pouco de feedback já é melhor que nada.

O que você pode fazer hoje

Busque outros tipos de automonitoramento
Acha anotar no papel chato? Experimente usar o Aplicativo do Vigilantes do Peso. Aproveite e explore outros produtos, como a Calculadora ProPontos ou o Monitor ProPontos. O importante é encontrar uma forma de monitoramento que se adeque ao seu estilo de vida.

Construa um banco de dados alimentar
Para facilitar seu trabalho futuro, invista em um pouco de trabalho de base hoje. Reserve um tempinho para avaliar as informações nutricionais daquilo que você mais costuma comer.

Pergunte por aí
Puxe papo durante as reuniões, procure saber como os outros Associados estão se saindo com o automonitoramento. Quem está passando pelo mesmo que você costuma ser fonte de boas dicas e experiências.

Planeje-se para o sucesso
Defina suas metas e elabore um plano de como alcançá-las. Mapeie uma forma de chegar a um ponto em que você esteja cumprindo seu monitoramento dia após dia. De pouquinho em pouquinho, a gente chega lá, não é mesmo?