Atividades Físicas

Artigos

Descubra a ligação entre emagrecimento, saúde e bem-estar. Aprenda a viver melhor!

Manual de sobrevivência das corridas
Os corredores profissionais parecem saber intuitivamente como correr. Eles se movimentam de forma eficiente e sem problemas, esforçando-se na medida certa. Para o restante de nós, porém, a corrida pode parecer complicada.

Com um pouco de atenção, será possível correr seguindo seu estilo pessoal. Veja algumas das perguntas mais frequentes que vão lhe dizer como melhorar sua performance nas corridas.

1. Qual é a maneira correta de correr?

A posição ideal do corpo é a vertical e o relaxamento é a chave: Relaxe a mandíbula, abaixe os ombros e mantenha as mãos soltas. Os cotovelos devem estar ligeiramente flexionados e os braços devem balançar para frente e para trás (e não na diagonal, sobre o peito). Deixe as pernas e músculos centrais (pelve, quadril e nádegas) fazer o trabalho.

2. Com que intensidade eu devo correr?

“Faça um teste consigo mesmo”, sugere Dr. Doug Kelsey, fisioterapeuta chefe do Sports Center, no Texas (EUA). Durante uma caminhada rápida ou série de corrida, você deve conseguir falar. Se conseguir apenas sussurrar duas ou três palavras durante o exercício, pode estar indo rápido demais. Por outro lado, se puder cantar, provavelmente, não estará correndo ou caminhando com a intensidade correta.

Não desanime se a sua capacidade de dizer frases inteiras começar a diminuir depois de pouco tempo. Se você é um iniciante nas corridas, talvez sinta vontade de ir mais depressa do que seu corpo está preparado.

3. Alterno caminhada e corrida, mas sinto muita dificuldade para começar a correr depois da caminhada. Eu sou lento?

“Não necessariamente. Basta reduzir a intensidade das suas séries de corrida. Você pode estar correndo rápido demais”, diz Kelsey. Se estiver exausto e ofegante, é porque a intensidade do seu exercício está muito alta e você está usando o glicogênio com combustível. Quando você usa o glicogênio, fica estafado. Reduza o ritmo. Assim se sentirá mais confortável e conseguirá se exercitar por mais tempo e queimar mais calorias.

4. Estou sentindo dores. O que está acontecendo?

Seu corpo está mudando, dê uma chance para ele, mas dores que pioram durante ou depois da corrida podem se transformar em lesões. Se estiver sentindo dor, diminua o ritmo e fale com seu médico.

5. Por que eu devo aumentar o tempo e a distância tão gradativamente?

Se estiver esperando que o seu excesso de peso desapareça de um dia para o outro ou se tornar um triatleta por causa da sua corridinha todas as manhãs, pode acabar se lesionando ou frustrando por ter estabelecido metas inatingíveis. Mantenha o foco nas mudanças promovidas pela prática diária da sua atividade física: melhora no sono, diminuição do apetite e emagrecimento gradual.

Exercite-se por meio de outras modalidades nos dias em que não for correr. Basta escolher uma atividade com pouco impacto, como ciclismo, natação ou corrida na água. Kesley também sugere descansar completamente durante um dia por semana para dar chance ao seu corpo de se recuperar.