Dicas E Artigos

Artigos

Descubra a ligação entre emagrecimento, saúde e bem-estar. Aprenda a viver melhor!

Fazendo dos exercícios um verdadeiro hábito
É difícil manter a motivação lá no alto e conseguir se exercitar regularmente. Confira algumas sugestões.

Domingo à noite. Com uma nova semana pela frente e todo um fim de semana de estripulias alimentares pesando na consciência, você pensa com seus botões: "Esta semana vou tomar jeito. Vou fazer exercícios, desta vez é sério."

Chega segunda-feira, você acorda mais cedo, veste sua roupa de ginástica e vai malhar, todo orgulhoso. No dia seguinte, a mesma coisa – com a diferença de que hoje você já está com certa má vontade, mas a disciplina impera e lá vai você à academia. Dessa vez fica alguns minutinhos a menos na esteira, afinal, sua mesa no trabalho está abarrotada de papéis e você tem que correr. Na quarta-feira você não vai; afinal, dois dias seguidos é um feito tão incrível que você merece um descanso. Só que na quinta surge um imprevisto; e sexta... bom, sexta é sexta. Sábado você até tenta resgatar o ânimo, mas é tanto cansaço e tanto abatimento por ter desperdiçado mais uma semana que o mais fácil é desistir logo e pensar na semana que vem.

Se você se identificou com o relato, está na hora de investir em algumas estratégias para realmente incorporar os exercícios ao seu dia a dia. Pegamos algumas dicas com Associados e pensamos em algumas ideias que podem ser úteis para você.

Diversão x Obrigação 

"Dei a mim mesmo de aniversário esse ano um par de patins. Descobri que se eu enxergar os exercícios como uma atividade divertida, acabo fazendo mais vezes e com mais boa vontade."

O que se conclui? Que não adianta investir em uma aula de spinning se você sabe que simplesmente não suporta spinning; talvez se matriculando em uma aula de forró você se empolgue. Acha o ambiente da academia um saco? Vá caminhar na praia, na praça, até no shopping vale.

Variedade = Estímulo 

"Tento sempre dar uma variada: nos fins de semana, saio para caminhar com meu noivo. E sempre vejo alguns blogs sobre atividade física, para experimentar coisas novas a cada dois ou três meses."

O importante nesse caso é se conhecer bem. Se você já tentou essa tática e viu que não funcionou, talvez tenha necessidade de uma rotina mais regrada; mas não custa nada experimentar.

Sem escapatória

"Sempre vou de bicicleta para o trabalho. Assim, quando chego lá, estou automaticamente obrigada a repetir a dose mais tarde, para voltar para casa. Acabo pedalando aproximadamente 24 quilômetros por dia."

Uma tática muito eficiente de burlar a própria indisposição investindo no momento em que está com mais ânimo para a atividade. Outra possibilidade: fazer uma aposta com o(a) namorado(a), irmão(ã) ou pai(mãe) de que vai fazer determinados exercícios todos os dias daquela semana (ao final da semana você ganha a aposta e se sente mais confiante para repetir o feito).

Agenda sagrada

"Penso com antecedência e planejo quanto de cada exercício quero fazer naquela semana. Então coloco no meu calendário e encaro aquilo como qualquer outro compromisso."

O importante aqui é usar para o horário dos exercícios todos os métodos práticos que você costuma usar para as outras obrigações. Se você usa uma agenda, anote na agenda os horários de ir à academia; se prefere colocar um alarme no celular, coloque também um alarme para quando for caminhar; assim você cria associações simbólicas entre essas atividades, igualando-as em hierarquia.

Um parceiro (de quatro patas)

"Encontrei o melhor motivador que poderia existir: meu cachorro. Agora tenho um motivo para caminhar antes e depois do trabalho, todos os dias.”

Levar o cão tem a vantagem adicional de lhe dar uma maior sensação de segurança. Se ao caminhar pelo bairro você passa por alguns trechos que parecem perigosos, talvez se sinta mais seguro com seu fiel companheiro ao lado.

Foco nas vantagens

"Tento sempre me lembrar de como me sinto melhor nos dias em que pratico alguma atividade física. Claro, depois de um dia longo, o mais fácil é se jogar no sofá e ficar, mas se eu fizer isso vou acabar só pensando nos problemas do trabalho, enquanto que se eu me exercitar, minha mente vai se voltar para o enorme bem que estou fazendo pela minha saúde, tanto mental quanto física."

Você pode também combinar consigo mesmo de se dar de presente algum mimo quando completar determinado número de horas malhando ou se exercitando de qualquer outra forma. Ou quem sabe criar o “cofrinho da boa forma”: deposite ali 1 real a cada dia que fizer alguma atividade física. No final do mês, a recompensa vem em dobro: na saúde e no dinheirinho para comprar um agrado para si mesmo.

Metas

"Em julho desse ano eu defini que meu objetivo era caminhar 700 quilômetros até o dia do meu aniversário, em janeiro. Comecei na esteira em casa mesmo, depois passei a caminhar ao ar livre nos fins de semana. Era divertido contar minha quilometragem: comecei devagar, com 80 quilômetros no primeiro mês, depois passei a visar os 200, e, finalmente, os 700."

Estabelecer metas (desde que possíveis de serem cumpridas) é uma ótima forma de acirrar o espírito de desafio que há em você. Se for uma meta como essa relatada pelo Associado, que leve meses para ser cumprida, melhor ainda. Ao final desse período, é quase certo que você tenha tomado gosto pela atividade física e feito disso um hábito.