Dicas E Artigos

Receitas

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Faça as pazes com a balança
Veja como se preparar para enfrentar com tranquilidade a tão temida pesagem semanal

Todos sabemos que a pesagem semanal é um dos pilares de sustentação do Vigilantes do Peso. É uma forma de traçar sua evolução no programa, de mantê-lo consciente, além de servir como um termômetro do seu comportamento na última semana. O melhor de tudo, porém, talvez seja o fato de funcionar como um “reset”, dando-lhe a oportunidade de um novo recomeço a cada sete dias.

Infelizmente, apesar de todo o seu esforço durante os 10.080 minutos que a semana nos oferece, é aquele rápido minuto sobre a balança ganha tamanha proporção que parece nublar todo o resto. Naquele momento, é como se você estivesse de volta ao colégio, sentado na sua carteira diante da professora mais brava do universo, esperando receber sua nota na prova de matemática. Será que eu tirei 10? Ou 0? Será que eu tirei a nota que mereço?

Não é de se espantar, portanto, que as pessoas empreguem tanto tempo e tantos neurônios formulando a estratégia perfeita para esse fatídico evento semanal. Qual o melhor dia? E o melhor horário? O que vestir? Tomar café da manhã ou não?

Tantas decisões…

De fato, o dia da semana que você escolhe para se pesar pode funcionar como uma estratégia para ajudá-lo a se manter no programa. A manhã de segunda-feira, por exemplo, é perfeita para aqueles que sentem que precisam de uma âncora para o fim de semana. Kristina Lucarelli, ex-editora da WeightWatchers.com, é uma das que veem o valor das manhãs de segunda: “É nos fins de semana que corro mais riscos de sair do programa. Mas saber que vou me pesar na segunda-feira me ajuda a manter o controle!”.

Há quem prefira encarar as tentações do fim de semana com sua cota de ProPontos Extras ainda intacta. A Associada Kristina escolheu, portanto, as sextas-feiras para subir na balança, pois “assim tenho bastante tempo para me recuperar das extravagâncias do fim de semana”.

Lisa Chernick, editora executiva da WeightWatchers.com, adotou a quinta-feira por estar na metade do caminho: “Assim sinto como se o fim de semana fosse meu”, explica ela. “Tenho um pouco mais de liberdade com meus ProPontos Extras semanais, sabendo que posso fazer alguns ajustes na segunda-feira e estar melhor quando chegar o dia da pesagem. É muito mais fácil manter a disciplina durante a semana, quando estou trabalhando, e tenho quase certeza de alcançar um bom resultado.”

O strip-tease da balança
Você nunca se sentiu, na fila para a pesagem, como se estivesse passando pela segurança de um aeroporto? Esvaziem os bolsos, tirem relógio, cinto, sapatos... E já deve também ter visto alguém ficar quase nu em pelo para poder subir na balança (talvez tenha sido até você mesmo). Mas será que esse tipo de tática faz alguma diferença?

Quando se trata do momento da verdade, diz Palma Posillico, ex-diretora de treinamento e desenvolvimento da Weight Watchers International, "constância é o elemento primordial”.

Considere a hora do dia: você costuma almoçar antes? Então continue marcando sua pesagem para o início da tarde; assim você vai sempre obter a verdade e monitorar seu peso corretamente. Ou você se pesa em casa, assim que se levanta? Então não fique surpreso se algum dia for se pesar ao fim da tarde e o número estiver bem maior que o normal.

Agora, quanto ao traje: você costuma usar muitos acessórios, botas pesadas, um cinto muito grosso? Então continue usando, ou comece a tirar tudo sempre que for se pesar. 
Por fim, não passe fome; nada de pular o café da manhã se o seu momento na balança for só às 11; basta tomar café toda semana, para evitar o máximo de elementos variáveis.

Resultados muito diferentes do normal?

Sejamos realistas: a balança não é obrigada a saber se você se matou de esforço ou não. Às vezes leva alguns dias para determinado comportamento começar a mostrar seus efeitos. Por mais difícil que seja, é importante não ficar obcecado com um resultado desfavorável ao ponto de deixá-lo enfraquecer sua racionalidade e minar sua força de vontade.

Há muitas razões para a balança não mostrar o que você esperava ver. Será que você realmente anotou tudo que comeu? Será que não começou a medir menos rigorosamente a porção de macarrão? Ou talvez tenha apenas comido alguma refeição mais carregada no sódio e por isso está retendo mais líquido que o normal? Se, ao avaliar seu Jornal Pessoal, você perceber que se manteve fiel ao programa, veja isso como o prêmio em si, e fique tranquilo: a balança em algum momento vai mostrar os resultados de tanto empenho (desde que você continue se empenhando). Como Posillico destaca: "Não somos os fiscais da balança. A pesagem é importante, pois ajuda a nos manter responsáveis e conscientes, mas é apenas uma das medidas do sucesso."

Tudo bem, podemos até saber disso, mas mesmo assim tendemos a achar que é mais fácil simplesmente desistir e carimbar o “fracasso” no nosso histórico de emagrecimento.

Pois então, da próxima vez que você se sentir tentado a jogar a toalha, experimente uma nova estratégia: se naquela semana você estiver com medo de a balança desanimá-lo — por ter perdido o controle algumas vezes ou faltado à academia vários dias seguidos —, peça ao seu Orientador que não lhe diga seu peso. Ou, se você se pesa em casa, peça a alguém em que confia que anote aquele número e o guarde a sete chaves até que você se sinta preparado para ver.

E passe a se concentrar nas suas vitórias recentes — a fruta que você elegeu para o lanche no lugar do bolo, os ProPontos Ativos que gerou. É bem provável que assim você consiga se manter no programa e dar a volta por cima.