Bem-Estar

5 Efeitos Colaterais Perigosos da Perda de Peso Rápida

Não é seguro, nem permanente. Sempre que uma dieta parece muito boa para ser verdade, ela geralmente é.  

 

Você já ouviu essa frase milhares de vezes: devagar e sempre. Mas com certeza tem visto nas redes sociais algumas fotos de “antes e depois” com pessoas que perderam consideráveis quilos em apenas alguns dias – com links que oferecem o mesmo método para que você consiga o mesmo. Tentador, não?!

O esforço dessa pessoa pode ter lhe rendido um tamanho menor de jeans e muitos emojis aplaudindo seu sucesso, mas seu método não deve ser motivo de comemoração. Embora seja verdade que algumas dietas mais restritas possam nos levar ao sucesso da balança, especialistas dizem que a perda de peso rápida é geralmente insustentável e, em muitos casos, prejudicial. Pesquisas sugerem que uma taxa segura de perda de peso seja em média de um a dois quilos por semana. E aqui está o porquê: 

 

1. Dietas restritivas para acelerar a perda de peso podem te deixar com mais fome (e irritado)

 

A princípio, regras restritivas podem fazer com que seu corpo e cérebro se sintam melhor do que antes – especialmente se sua dieta antiga não possuía equilíbrio ou ingredientes saudáveis. “A chamada dieta ‘normal’ geralmente consiste em alimentos não saudáveis e processados”, explica Sari Fine Shepphird, psicóloga de Los Angeles. “Sentir uma onda inicial de bem-estar não é totalmente errado, mas dietas radicais causam um pico de serotonina inicial intenso e temporário”.

Dietas extremamente baixas em calorias podem causar efeitos colaterais como náusea, constipação, insônia e irritabilidade. E não se surpreenda se você também sentir dor de cabeça, baixa energia e mau humor. Esses sintomas aparecem quando você come muito pouco – um estudo de 2018, publicado na revista Emotion, descobriu que a fome pode levar as pessoas a experimentar um estado emocional anti-social negativo.

 

2. Estratégias de perda de peso rápida não são permanentes na vida real

 

Seguir uma dieta restritiva durante uma semana, que inclui comer com o parceiro, família, amigos ou colegas de trabalho, fará com que você diga muitos “nãos”, e, provavelmente, acabe se estressando com o que deixará de comer. Isso não é só complicado (e um pouco triste), mas toda essa privação pode eventualmente alimentar desejos. Então, quando você sai do modo de dieta intensiva, come demais. Conclusão: a longo prazo, a maioria das pessoas que tenta dietas rápidas pode perder algum peso, mas, no final das contas, falha e geralmente luta para mantê-lo ou acaba até engordando ainda mais.  

 

3. Dietas de perda de peso rápida podem cortar os nutrientes que você precisa

 

Dietas que eliminam carboidratos, por exemplo, podem fazer com que você perca as vitaminas e minerais essenciais para o seu corpo. Deficiências de alguns nutrientes podem afetar seu sistema imunológico, sua energia, seu humor e até seus padrões de sono. E de que adianta perder peso se você for ficar física e mentalmente pior?

 

4. Seguir a abordagem errada pode criar problemas para o seu corpo

 

É sempre bom falar com seu médico antes de tentar qualquer novo plano de alimentação. Ele provavelmente irá te alertar de que há uma falta geral de pesquisa em torno da segurança das dietas da moda (por isso eles não as recomendam).

Os riscos são reais: em um estudo de 2018, publicado no International Journal of Obesity, pesquisadores descobriram que dietas de baixa caloria podem prejudicar a função cardíaca em algumas pessoas. Em geral, lembre-se: uma dieta pode diminuir seu peso, mas o número da balança não conta toda a história da sua saúde.

 

5. Os produtos sugeridos podem ser desnecessariamente caros

 

Muitos suplementos e alimentos que prometem a perda de peso podem custar caro. Mas eles são eficazes? Em geral, não – ou não por muito tempo.

Um método comprovado para perder peso saudável e lentamente leva em consideração vários componentes, incluindo o controle de porções, moderação e foco nos alimentos integrais ao invés de processados. Como não há nenhum chá, shake ou pílula que pode substituir esses pilares, gastar dinheiro com eles para obter resultados a curto prazo é um desperdício.

Comece fazendo pequenas mudanças em seus hábitos alimentares, como trocar refrigerantes ou bebidas açucaradas por água, água com gás ou chá sem açúcar. Para uma perda de peso permanente, tente um programa que te ajude a estabelecer hábitos saudáveis e permita que você saia para jantar e desfrute de suas comidas favoritas – mesmo que demore um pouco mais para alcançar seu objetivo.