Distúrbios do sono, quais são os principais e como eles podem te prejudicar

Dormir mal pode prejudicar a qualidade de vida de quem não consegue repor as energias durante o descanso

Os distúrbios relacionados ao sono são muito frequentes. Eles podem estar relacionados a doenças neurológicas, respiratórias ou emocionais, tornando a qualidade do sono muito baixa.

Por isso, é importante entender exatamente o que são os distúrbios do sono, quais são as suas consequências no nosso dia a dia e como evitar essas irregularidades. Confira a seguir todas as informações a respeito desse tema.

O que são distúrbios do sono

Os distúrbios do sono são alterações negativas e, geralmente, repentinas nos hábitos ligados ao descanso. Eles podem afetar a saúde e qualidade de vida do indivíduo.

O distúrbio pode surgir em qualquer idade, porém é mais frequente em crianças e idosos. É fundamental que eles sejam tratados o quanto antes, pois quando persistem, podem afetar gravemente a saúde do corpo e da mente.

Principais distúrbios e causas

As alterações na capacidade de dormir normalmente são bem diversificadas. Porém, há alguns distúrbios que são mais frequentes. Entenda, a seguir, quais são os principais:

Insônia

É caracterizada pela dificuldade em iniciar ou manter o sono, acordar durante a noite ou muito cedo. Geralmente, é identificada pela sensação de cansaço excessivo ao longo do dia.

A insônia pode aparecer isoladamente ou em decorrência de uma doença, como depressão, por exemplo. Não ter uma rotina para dormir ou ficar em um ambiente muito luminoso também pode acarretar nesse distúrbio.

Apneia do sono

A apneia do sono é uma irregularidade na respiração em que ocorre uma interrupção do fluxo respiratório. Esta doença provoca alterações no sono, dificultando o descanso adequado.

Por isso que pessoas com esse tipo de distúrbio do sono costumam ficar sonolentas durante o dia e com dores de cabeça. É comum ter, também, perda da concentração, irritabilidade, alterações da memória e pressão alta.

Sonambulismo

No sonambulismo há uma alteração do padrão do sono devido à ativação de áreas do cérebro. Esse distúrbio é mais frequente em crianças, porém pode ocorrer em qualquer idade.

O indivíduo demonstra atividades motoras complexas durante o sono, como caminhar ou conversar, podendo despertar ou voltar a dormir. No geral, há pouca ou nenhuma memória do que aconteceu.

Síndrome das pernas inquietas

A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio neurológico que causa a sensação de desconforto nas pernas. Ela, geralmente, está associada à necessidade de movimentar membros inferiores durante o repouso ou na hora de dormir.

Essa síndrome pode piorar em períodos de estresse, com o uso de substâncias estimulantes ou em caso de doenças neurológicas e psiquiátricas. Ela atrapalha o sono e provoca sonolência e fadiga durante o dia.

Bruxismo

Bruxismo é um distúrbio caracterizado pelo ato inconsciente de apertar os dentes. Isso causa complicações desagradáveis como alterações no formato dos dentes, dores de cabeça constantes, estalos e dores na mandíbula.

É muito comum que esse ato involuntário ocorra à noite ou em períodos de muito estresse. Porém, nem sempre o indivíduo consegue perceber essa ação rapidamente, agravando ainda mais os sintomas durante o dia.

Narcolepsia

Narcolepsia é um ataque de sono incontrolável. Ou seja, a pessoa dorme em qualquer hora e ambiente, sendo necessário que ela realize muito esforço para não “apagar”.

Esses ataques podem surgir poucas ou várias vezes ao dia e o sono costuma durar alguns minutos. Em alguns casos, a pessoa se queixa de fraqueza muscular, alucinação, compulsão alimentar, entre outros sintomas.

Paralisia do sono

A paralisia do sono é a incapacidade de se mover ou falar após acordar. Ela surge brevemente devido a uma descoordenação da atividade cerebral e corporal. Assim, a mente desperta antes do corpo.

Algumas pessoas que sofrem com esse distúrbio podem ter alucinações, como ver luzes e “fantasmas”, por exemplo. Isso só ocorre porque o cérebro acorda de uma fase do sono chamada de REM, em que o indivíduo tem sonhos vívidos.

Mulher deitada na cama cobrindo a cabeça com um travesseiro e um relógio azul ao lado dela

Consequências dos distúrbios do sono

Dependendo da gravidade e do tipo de distúrbio do sono os sintomas podem sofrer variações. Quando as irregularidades são resultado de outra condição, as consequências também mudam. Porém, no geral, os sinais incluem:

  • Dificuldade para adormecer;
  • Fadiga durante o dia;
  • Cansaço e forte desejo de dormir durante o dia;
  • Irritabilidade ou ansiedade;
  • Alterações de memória;
  • Falta de concentração;
  • Depressão.
Como evitar os distúrbios do sono

As causas dos distúrbios do sono são as mais diversas, como o estresse e os problemas de saúde. Muitas vezes, o cérebro está tão ocupado que não consegue desligar à noite. Saiba, a seguir, quais práticas nos ajudam a ter um sono melhor:

  • Pouca luz: É importante dormir em um ambiente silencioso, fresco e escuro. Isso porque, em um lugar com essas características, o seu corpo relaxa com mais facilidade, permitindo um bom sono.
  • Exercício: Dedique parte do seu tempo para praticar atividades físicas. Os exercícios reduzem o estresse e estimulam os processos de recuperação de energia durante o sono.
  • Cochilos: Ter um cochilo durante o dia pode renovar as energias e refrescar o cérebro. Porém, é aconselhável ter uma soneca, realizar essa prática perto da hora de dormir deve ser evitada.
  • Rotina: Ter um horário certo para dormir e acordar pode ajudar na melhora da qualidade do sono. Dessa forma, o corpo se acostuma, prevenindo despertar durante a noite ou cedo demais.
  • Alimentação: Os alimentos têm impacto direto no nosso corpo. Por isso, é fundamental ter um cuidado a mais com o cardápio diário; comidas naturais e frescas podem nos dar mais nutrientes e promover um descanso cada vez melhor.
Importante!

Os distúrbios do sono podem estar relacionados a problemas neurológicos, respiratórios ou até mesmo hormonais e neurais. Se você está com algum dos sintomas descritos, procure o seu médico - neurologista, pneumologista ou otorrino.

Agora você já sabe o que são distúrbios do sono, quais são seus tipos e consequências dessas irregularidades no seu dia a dia. Siga as nossas dicas e melhore exponencialmente a qualidade do seu descanso.

Quer criar hábitos saudáveis?

Comece hoje mesmo uma mudança positiva no seu estilo de vida e transforme sua rotina com a gente!