Dicas E Artigos

Tudo sobre as dietas da moda e os seus efeitos no corpo

Elas estão nas revistas, na televisão, na internet e no dia a dia de milhares de pessoas. As dietas da moda são bastante procuradas por quem deseja emagrecer e ter mais saúde.

Dietas da moda: tudo o que você precisa saber

Elas estão nas revistas, na televisão, na internet e no dia a dia de milhares de pessoas. As dietas da moda são bastante procuradas por quem deseja emagrecer e ter mais saúde.

Mas, afinal, será que elas funcionam? Por que adotar uma e não outra? Nós do Vigilantes do Peso mapeamos os principais regimes, suas características principais, vantagens e desvantagens. Confira tudo aqui!

Dieta Low Carb

Como o próprio nome sugere, a Dieta Low Carb é focada na diminuição da ingestão de carboidratos — massas, pães e açúcares. Por esses alimentos serem muito calóricos, é compreensível o motivo pelo qual a redução deles ajudaria a controlar o peso.

Conceito

Na Low Carb, você até pode consumir algumas fontes de carboidrato, como legumes, verduras, frutas e grãos, mas de forma limitada. Em virtude da grande diminuição do nutriente, o organismo passa a utilizar a gordura localizada para fornecer energia. A partir disso é que ocorre o emagrecimento.

Vantagens da Dieta Low Carb

Os carboidratos são os nutrientes absorvidos mais rapidamente pelo corpo. Por isso, quando se evita esse tipo de alimento, é comum sentir-se mais saciado. Outra vantagem dessa dieta é que ela permite perder medidas em poucas semanas, em decorrência da menor ingestão de alimentos com altos índices glicêmicos.

A Dieta Low Carb também pode reduzir a glicemia no sangue, uma vez que você diminui a ingestão de carboidratos e açúcares. Da mesma forma, a dieta ajuda a regular os níveis de triglicérides que, em excesso, causam problemas cardiovasculares.

Desvantagens da Dieta Low Carb

Uma das desvantagens da Low Carb é que ela pode provocar constipação, já que grande parte das fibras estão presentes em frutas, legumes, verduras e grãos integrais. Além de ser incômoda, uma dieta low carb muito restritiva pode causar fadiga, dores de cabeça e até mau humor.

A falta de energia pode ser comum às pessoas que seguem a dieta. Para quem pratica atividades físicas, esse pode ser um grande inconveniente.

Dieta Atkins

A Atkins é a primeira dieta focada no baixo consumo de carboidrato de que se tem notícia. Ela foi desenvolvida pelo cardiologista Robert Atkins, na década de 1970. Na época, ela ficou bastante conhecida como “a dieta da proteína”, pela alta ingestão do nutriente.

Conceito

A Dieta Atkins possui quatro fases. Na primeira, o limite de carboidrato é de 20g por dia, o que equivale a 2 bananas-prata médias, por exemplo. Além disso, você também pode comer alimentos ricos em proteína e gordura, como queijos, ovos e carne.

Na segunda fase, o consumo de carboidrato aumenta gradativamente, cerca de 5g por dia (até o limite de 50g). Nesse período, já é possível comer outros laticínios, frutas com pouco carboidratos e legumes.

Na terceira etapa, o consumo de carboidrato pode ser de até 80g por dia. Se você perceber que consegue manter o seu peso, ok. Caso contrário, é necessário reduzir novamente o nutriente até encontrar a dose ideal. Nessa fase, é permitido comer alimentos como mandioca, arroz, batata e grãos. O último estágio é focado na manutenção dos resultados alcançados no terceiro.

Vantagens da Dieta Atkins

As vantagens da Dieta Atkins são semelhantes a da Dieta Low Carb. É possível emagrecer e manter a sensação de saciedade por mais tempo. Outro aspecto positivo é poder comer uma grande quantidade de alimentos, desde que sejam respeitadas as restrições.

Desvantagens da Dieta Atkins

Apesar da rápida perda de peso, na Dieta Atkins, também ocorre a perda de massa magra devido à restrição de nutrientes responsáveis pela construção muscular. Além disso, os adeptos desse tipo de dieta podem sentir tontura, fraqueza, mal-estar e ter constipação.

Devido à alta ingestão de fontes de proteína animal, como carne vermelha, o risco de desenvolver problemas cardiovasculares aumenta. Isso porque a carne é rica em gordura saturada e o consumo excessivo da proteína por muito tempo pode sobrecarregar os rins e o fígado.

Dieta Dukan

Criada pelo médico francês Pierre Dukan, essa dieta também tem como objetivo a diminuição da ingestão de carboidratos. Toda a filosofia e técnica por trás dessa alimentação está no livro Dieta Dukan, escrito pelo especialista.

Conceito

Segundo o Dr. Pierre Dukan, o regime permite perder cinco quilos já na primeira semana. A Dieta Dukan tem quatro etapas bem definidas a serem seguidas, sendo que o último estágio não possui prazo determinado para terminar.

A primeira etapa, chamada também de ataque, consiste em se alimentar apenas de proteínas com baixo teor de gordura, como frango, peixes, ovos, etc. Durante a primeira semana, vegetais, frutas e outros alimentos não estão incluídos no cardápio.

Na segunda semana, a quantidade de proteína diminui e já é possível adicionar vegetais, frutas e carboidratos aos prato. As proporções são determinadas pelos objetivos e resultados alcançados até o momento.

A terceira etapa é a da consolidação, período que dura 10 dias por quilo perdido. Se a pessoa tiver perdido cinco quilos, por exemplo, ela irá se alimentar durante 50 dias de maneira controlada. A última fase é chamada de estabilidade, e é aquela que não tem prazo para terminar. Porém, ela é a mais simples de ser seguida, pois envolve escolher um dia da semana para ingerir apenas proteína pura.

Vantagens da Dieta Dukan

As grandes vantagens da Dieta Dukan estão no fato de poder se alimentar tranquilamente, sem precisar contar as calorias e medir as porções. Além disso, ela permite emagrecer em poucos dias, por ser tão restritiva com relação aos carboidratos.

Desvantagens da Dieta Dukan

Em virtude da restrição de nutrientes e excesso de proteínas, a Dieta Dukan pode ocasionar constipação, cansaço, tontura e sobrecarga renal. Quem segue esse tipo de alimentação também costuma ter deficiência de minerais, substâncias essenciais para a saúde e o bem-estar.

Outra desvantagem é que, por ser muito restritiva no começo, a Dukan pode gerar o temido “efeito sanfona” no final, fazendo com que a pessoa aumente de peso novamente.

Dieta Cetogênica

Desenvolvida nos Estados Unidos na década de 1920, a Dieta Cetogênica tinha como objetivo tratar pacientes epiléticos. Nesse tipo de alimentação, o indivíduo se priva de comer carboidrato. Como a glicose está associada às funções cerebrais, a diminuição do nutriente ajuda a conter as crises.

Conceito

Na Dieta Cetogênica, as gorduras constituem a principal fonte de energia, chegando a até 70% das calorias diárias. Essa é a grande diferença com a Dukan, alimentação que prioriza as proteínas.

Vantagem da Dieta Cetogênica

A maior vantagem dessa dieta da moda é que ela permite emagrecer em um curto espaço do tempo. Como o corpo não recebe a glicose do carboidrato, ele se obriga a queimar o glicogênio (presente no fígado e no músculo) e depois a gordura.

Desvantagens da Dieta Cetogênica

Embora permita diminuir as medidas rapidamente, a Dieta Cetogênica possui algumas desvantagens que merecem atenção. As pessoas que seguem essa dieta costumam sentir muitos enjoos e náuseas, causados pelos corpos cetônicos — substâncias que são liberadas quando o corpo converte a gordura em energia.

A falta de carboidrato também pode ocasionar: cansaço, problemas de concentração e hipoglicemia que, em situações mais críticas, pode levar a desmaios. O organismo pode ainda utilizar os aminoácidos presentes nos músculos para gerar energia, ou seja, além da gordura, o indivíduo perde massa magra.

Por restringir importantes fontes de fibras da dieta, a Cetogênica está relacionada com um aumento de risco para câncer de cólon quando seguida a longo prazo.

Dieta Glúten-free

As Dietas Glúten-free começaram a se popularizar após a descoberta da doença celíaca (intolerância ao glúten). Ao excluir essa proteína da alimentação, percebeu-se que o emagrecimento era favorecido. Por isso, atualmente, existem pessoas sem a intolerância que também excluíram o glúten do dia a dia.

Conceito

A ideia por trás das Dietas Glúten-free está em retirar por completo o glúten da alimentação. Embora ele seja visto como um vilão nesses regimes, ainda não existe estudo que associe o consumo da proteína ao ganho de peso. Na verdade, como ele costuma estar presente em alimentos calóricos, como pães e bolos, ao diminuir o consumo desses itens, é normal observar a diminuição do peso na balança.

Vantagens da Dieta Glúten-free

Para o público em geral a dieta não apresenta muitas vantagens. Ela auxilia no emagrecimento e a retirada do glúten ainda pode aumentar o bem-estar e a disposição para atividades físicas. Isso acontece porque a proteína é de difícil digestão e, em muitas pessoas, ela causa desconforto.

Desvantagens da Dieta Glúten-free

Alguns alimentos que não possuem glúten são altamente calóricos. Por esse motivo, essa dieta da moda pode enganar os mais desatentos que consomem apenas produtos glúten-free sem ler a embalagem. Eliminar por completo os cereais da alimentação também não é visto como benéfico, já que esse alimentos estão associados com o controle do colesterol, a prevenção do câncer do intestino, entre outras funções importantes.

Dieta Paleolítica

A Dieta Paleolítica propõe que as pessoas voltem a se alimentar como nossos ancestrais. Na opinião dos defensores deste tipo de dieta, o corpo humano não se desenvolveu tanto para ter uma dieta tão variada quanto agora.

Essa dieta da moda vem ganhando popularidade entre os adeptos de atividades físicas de alta intensidade como o Crossfit. Alto consumo de proteínas e gorduras insaturadas  são ideias para dar resistência e força, enquanto o baixo consumo de carboidrato ajuda na definição e tônus muscular.

Conceito

Nesse tipo de dieta, o prato é composto principalmente por carnes, frutas, legumes e vegetais. Como naquela época ainda não existiam plantações de grãos, esses alimentos e os derivados dele (massas) estão excluídos da alimentação. A Dieta Paleolítica também prega o jejum, bastante comum em um tempo que as pessoas não tinham tanta disponibilidade de comida.

Vantagens da Dieta Paleolitíca

Além de auxiliar no emagrecimento, por restringir os alimentos industrializados, a Dieta Paleolítica também traz benefícios para o corpo. A alta ingestão de verduras e frutas, por exemplo, garante bastante nutrientes para o corpo. O consumo de carne ainda aumenta os níveis de proteína do organismo, muito importante para várias funções vitais do nosso corpo.

Desvantagens da Dieta Paleolitíca

Apesar da Dieta Paleolítica ser focada em alimentos naturais, em excesso, eles também podem ser prejudiciais. O alto consumo de carne, por exemplo, pode comprometer os rins. No caso do jejum, que está presente em algumas versões da dieta, ele pode causar hipoglicemia, dificuldades de concentração e outras complicações.

Dieta Mediterrânea

A Dieta Mediterrânea é inspirada na alimentação dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo, como Itália, França, Espanha e Grécia. Nessas localidades, as populações têm uma alta expectativa de vida e pouca incidência de doenças. Esses aspectos se devem principalmente à dieta balanceada que essas pessoas comem.

Conceito

Essa dieta surgiu na década de 1960, após as pesquisas do americano Ancel Keys. Ele percebeu que os habitantes da região mediterrânea possuíam uma ótima saúde, mesmo consumindo bastante gordura.

Na alimentação mediterrânea há predominância de alguns alimentos, como azeite de oliva, oleaginosas, peixes marinhos, leguminosas e vinho. Por sua vez, a dieta evita carnes vermelhas e produtos processados.

Vantagens da dieta Mediterrânea

Diversos estudos já comprovaram os benefícios dessa dieta. Quem a segue tem menos risco de sofrer problemas cardiovasculares, diabetes e prisão de ventre. Por causa do alto consumo de peixes, ricos em Ômega-3, o cérebro também é protegido.

Desvantagens da dieta Mediterrânea

A Dieta Mediterrânea é a que menos possui desvantagens. Nessa alimentação, há alguns alimentos que não são tão baratos, por isso, ela pode não ser acessível para todos.

Além disso, ainda não há um consenso sobre as quantidades específicas de alimentos ou tamanho de porções. Existe a chance dessa dieta levar a um aumento de peso, já que tem uma grande ênfase em alimentos ricos em gordura, embora sejam saudáveis.

Jejum Intermitente

O jejum não se trata de uma dieta, mas de um método de emagrecimento. O objetivo de ficar um tempo sem comer é fazer com que o corpo utilize a gordura como energia.

Conceito

Nesse método, a pessoa não come durante um período, que pode ser de 10 a 24 horas. O jejum pode acontecer em alguns dias da semana ou ser feito diariamente. No período do jejum, é possível ingerir líquidos sem calorias, ou seja, água, café e chá sem açúcar.

Após o jejum, como a insulina está baixa no sangue, é recomendável não comer um grande volume de comida, ainda mais se for de carboidratos simples. Os primeiros alimentos podem ser de baixo nível glicêmico e associados a uma pequena porção de proteína.  

Vantagens do Jejum Intermitente

Quando feito da maneira correta, o jejum pode ajudar a controlar a insulina, a glicemia e dar mais disposição para o corpo. Estudos também comprovam que essa prática melhora o sistema imunológico e cardiovascular.

Desvantagens do Jejum Intermitente

A dificuldade de adaptação é uma das desvantagens do Jejum Intermitente. Muitas pessoas acabam sentindo tontura, por isso a importância de consultar um médico antes de começar o jejum. Além disso, se feito sem cuidado, ele também pode causar a compulsão na próxima refeição, fazendo com que a pessoa exceda nas quantias e prejudique os resultados.

Conclusões sobre as dietas da moda

Dessa forma, observamos que as dietas da moda podem auxiliar no emagrecimento rápido, porém não garantem uma reeducação alimentar e tão pouco uma vida mais saudável. Muitas pessoas acabam desenvolvendo o efeito sanfona,  porque as dietas da moda não trabalham as características individuais de cada pessoa. Por isso, antes de adotar uma dieta famosa é importante conhecer os seus objetivos e buscar o caminho do equilíbrio.


O programa de emagrecimento do Vigilantes do Peso pode te ajudar nesse processo, pois ele trabalha com pessoas reais para você se inspirar sem medo. Além disso, não existem restrições alimentares e nem sofrimento, ou seja, com o Vigilantes do Peso você desenvolve a reeducação alimentar comendo o que gosta. Conheça o programa e não deixe de acompanhar as novidades no blog sobre saúde, bem-estar, alimentação e outras dicas.