Dicas E Artigos

10 dicas para manter a saúde mental durante o isolamento social

Com algumas atitudes bem simples você pode melhorar o dia a dia em casa.

 

1. Controle as informações que você consome

Cuidado com o excesso de notícias. É importante manter-se informado, mas limitar o tempo em frente à TV e ao celular é uma forma de manter sua saúde mental. E, ao se informar, busque fontes oficiais e confiáveis. Fuja das fake news espalhadas em redes sociais e sem embasamento científico sobre a pandemia. O momento é de atenção, não pânico.

 

2. Faça o que gosta, quando gosta

Ler, ouvir música, ver filmes. Não se obrigue a seguir ‘receitas’ para viver bem. Priorize o seu bem-estar, do seu jeito, no seu tempo.

 

3. Volte ao básico

Antes da internet, o que você fazia para se divertir? Lembra quando você reunia amigos e família para partidas de jogos de tabuleiro e cartas? Resgate essas opções lá do fundo do baú!

 

4. Cuide também do seu corpo

Não sabe como se mexer em casa? A gente tem séries simples, rápidas e que não precisam de muito espaço. Reserve um tempinho na sua semana, monte uma playlist animada e tente.

 

5. Pense no que pode fazer de diferente

Cuide mais da saúde, teste novas receitas, assista a uma palestra online, veja aquela série nova. Você tem um mundo de possibilidades a frente.

 

6. Limpe e organize a casa

A gente sabe que às vezes bate a preguiça, mas se as tarefas domésticas se acumularem o ambiente ficará desconfortável. Não deixe de arrumar sua cama ao levantar ou fazer aquela faxina. Sua motivação agradece.

 

7. Se possível, mantenha a rotina

Não se preocupe em ser extremamente produtivo ou fazer coisas novas só porque não está saindo. Mas, ter um horário definido para trabalhar e para descansar é muito benéfico. Cada um está lidando com esse momento do seu jeito, e tudo bem! Se você se organizar, o dia pode render mais.

 

8. Mantenha contato

A restrição de contato físico existe, mas as ferramentas online proporcionam momentos de proximidade virtual. Tire alguns minutos do seu dia para ligar ou fazer uma videoconferência com alguém.

 

9. Não interrompa tratamentos médicos

Converse com seu médico sobre tratamentos contínuos e a necessidade de possíveis receitas especiais para remédios. O isolamento social é necessário, mas não descuide da sua saúde.   

 

10. Se precisar de ajuda, não tenha vergonha de pedir

Procure um amigo ou alguém da família para conversar, trocar experiências. Em casos de crise de ansiedade, sintomas de depressão, pânico e outros quadros mais graves, busque a orientação especializada de um médico ou psicólogo.