Dicas E Artigos

Dia Mundial do Diabetes

Entenda a importância dessa data e como combater a doença.

O Dia Mundial do Diabetes (14 de novembro) foi criado pela Federação Internacional de Diabetes, em parceria com a Organização Mundial da Saúde, em virtude do aumento de casos de diabetes diagnosticados no mundo todo. Diabetes é uma doença caracterizada pela dificuldade das células do organismo em captarem a glicose proveniente da nossa alimentação.

Tipos de diabetes

Diabetes tipo 1: as células não produzem insulina, o hormônio responsável pela captação da glicose do sangue. Mais comumente diagnosticada durante a infância e a adolescência, sempre é tratada com o uso de insulina e medicamentos, aliada ao planejamento alimentar e atividades físicas.

Diabetes tipo 2: é o mais comum e aparece geralmente em adultos, em decorrência do excesso de peso e maus hábitos (má alimentação, sedentarismo). Nele, o organismo não consegue utilizar a insulina adequadamente na captação da glicose ou a produz em quantidades insuficientes. Dependendo da gravidade, pode ser controlado com alimentação adequada e prática de exercícios físicos. Em casos mais graves, é necessário o uso de insulina ou medicamentos.

Diabetes gestacional: aparece durante a gravidez e normalmente é uma condição passageira, que se reverte após o parto. É controlada com uma dieta específica, atenda às demandas da mãe e do bebê.

Sintomas e prevenção

Os principais sintomas são sede ou fome excessiva, visão embaçada, aumento na vontade de urinar, cansaço inexplicável, falta de concentração. A maior arma contra a doença? Prevenção.

Quanto mais rápido for diagnosticada, mais facilmente ela tende a ser controlada. Programas internacionais de educação em diabetes dizem que pessoas com alto risco para a doença podem prevenir ou atrasar seu aparecimento apenas perdendo de 5 a 7% do seu peso corporal (isso equivale a uma pessoa de 91kg perder de 4,5 a 6kg). Hoje a maioria das pessoas que desenvolve diabetes tipo 2 está pelo menos 7kg acima de seu peso ideal.

Apesar de nenhum alimento específico estar diretamente ligado ao desenvolvimento de diabetes, uma alimentação rica em grãos integrais, frutas e legumes, proteínas magras e laticínios desnatados é importante para ajudar na manutenção do peso. Quando derivada da alimentação, a doença não está relacionada simplesmente ao que você come, mas a quanto você muda a sua ingestão total de calorias.

O programa do Vigilantes do Peso é facilmente adaptável para pessoas com diabetes. Converse com o seu médico e faça um acompanhamento regularmente. Comer melhor, aliado a outros componentes, auxilia também na redução da pressão sanguínea e do colesterol, além de diminuir as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares. Alimentação saudável não tem contraindicação!