Dicas E Artigos

Artigos

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Como transformar os exercícios em hábito
Não consegue manter uma rotina de atividades físicas? Aprenda a fazer do exercício um hábito para a vida toda.

 Alguma vez você já se surpreendeu dizendo algo como: “Acho que ter uma rotina de exercícios nunca vai ser fácil pra mim... Eles são um mal necessário: às vezes eu gosto, às vezes odeio, mesmo sabendo que eles fazem com que eu me sinta melhor...”?

Para muitas pessoas, a prioridade dos exercícios é sempre muito baixa: eles são algo para fazer “de vez em quando”. Há também os que acreditam que é preciso dedicar muito tempo à atividade física todos os dias, e que mexer-se mais é difícil e exige muito esforço.

Na verdade, mesmo pequenas quantidades de exercício leve podem fazer muita diferença no seu emagrecimento.

Se, mesmo correndo o risco de ser chamado de criança birrenta, você bate o pé e diz que não gosta de praticar atividades físicas, nós podemos ajudar.

Esqueça os mitos.

Os mitos, acima de quaisquer motivos, podem ser o que está impedindo que você se mexa mais:

Mito nº 1: Praticar atividades físicas é chato.

Exercitar-se pode não só ser divertido (já experimentou brincar de pega-pega com as crianças? fazer trilhas?), como pode preencher alguns vazios da sua vida.

Por exemplo: “Se você passa o dia todo rodeado de gente, pode escolher um exercício que lhe permita passar algum tempo sozinho”, é o que diz Robyn Stuhr, fisiologista do exercício e vice-presidente executivo do Conselho Americano de Exercícios. Se você passa muito tempo sentado de frente para o computador, o exercício pode ser uma oportunidade de socializar. Se você não passa muito tempo com o seu marido/ sua mulher, vocês podem se exercitar juntos.

Encontrar uma atividade que combine com o seu perfil e praticar exercícios vai ser divertido. Além disso, você tem mais chances de aderir a uma atividade quando gosta dela.

Mito nº 2: Os exercícios são grandes transtornos.

“Os exercícios, ao contrário da alimentação, são algo que você precisa decidir fazer”, explica Stuhr. “Todos nós precisamos comer todos os dias, mas, para as atividades físicas, precisamos reservar propositalmente um horário durante o dia.”

Ainda assim, mexer-se mais tem uma vantagem que você só nota depois do exercício: quando pratica atividades físicas, sua disposição aumenta. Por outro lado, quando você para (assim como acontece com os ioiôs), seu nível de energia começa a cair e é difícil recomeçar. Praticar atividades físicas com regularidade ajuda, mesmo que isso lhe pareça um transtorno a curto prazo.
 
Faça dos exercícios um hábito.

“Transformar qualquer comportamento em hábito − da atividade física à alimentação equilibrada − é uma questão de determinação”, afirma Palma Posillico, vice-presidente do departamento de treinamento e desenvolvimento da Weight Watchers International. “Sua rotina diária vai ser sempre um obstáculo. A menos que você seja proativo, vai ser muito fácil encontrar desculpas.”

Uma estratégia para criar um novo hábito é ter em mente os seus benefícios. No que diz respeito aos exercícios, imagine-se com um corpo em forma. Isso vai servir de inspiração.

Comece devagar. 

Uma aula de exercícios aeróbicos de alta intensidade logo no primeiro dia vai deixá-lo desmotivado. Você pode até se machucar. E vai voltar à estaca zero.

Encontre um parceiro de atividades físicas.

Uma companhia para se exercitar pode ajudar muito, porque você assume o compromisso com o seu parceiro de não abandonar a atividade física. Procure alguém com o mesmo nível de condicionamento físico.

Escolha um exercício de que você goste.

Depois se comprometa a tentar praticá-lo regularmente por pelo menos três semanas. Se, depois desse tempo, você ainda achar que não gosta, permita-se dizer: “Não dá”. Escolha algo diferente e tente novamente.