Dicas E Artigos

Está em Casa? Veja Como Não Cair em Tentação e Manter a Alimentação Saudável

Uma mousse de chocolate de sobremesa aqui, um balde de pipoca para acompanhar o filme ali, um copo de refrigerante acolá e...! Sua alimentação em casa, que poderia ser saudável e nutritiva, se transforma em numa bomba de multiprocessados, açúcar e gor

Uma mousse de chocolate de sobremesa aqui, um balde de pipoca para acompanhar o filme ali, um copo de refrigerante acolá e... ! Sua alimentação em casa, que poderia ser saudável e nutritiva, se transforma em numa bomba de multiprocessados, açúcar e gordura. 

 

Se ficar em casa, é estar sempre correndo o risco de cair em tentação e fugir da qualidade de vida, então este texto foi feito para você. Veja dicas de como manter uma alimentação gostosa, fácil de ser seguida e saudável

Seja responsável pelas suas decisões

Não terceirize as escolhas. Não é culpa da sua família que gosta de um baita churrasco no fim de semana. É sua responsabilidade e apenas sua manter uma boa alimentação. Isso é importante, porque somente a partir da aceitação de seu papel central nas decisões sobre sua alimentação é que você também vai ser capaz de compreender que o poder sobre seus objetivos está em suas mãos. Você tem a opção de recusar e fazer escolhas mais saudáveis. 

 

Pare de negociar consigo mesmo

 

Primeiro você começa em uma negociação como: “hoje eu como besteira, mas amanhã eu entro na linha”. No dia seguinte, essa negociação se transforma em: “Tá… então essa semana eu libero. Mas segunda, sem falta, eu volto a comer direito”. E, quando você vê, o tão esperado dia de colocar a rotina em dia já está programado para o próximo ano. 

Não dê margem para burlar seus próprios planos. O momento de se alimentar de maneira correta é agora. Não importa se é segunda, quarta, sexta ou domingo. Você existeum momento para começar, toda refeição conta.

 

Gaste mais tempo em cada refeição

 

Quando você come rapidamente, por fome ou pressa, há um delay de 10 a 30 minutos antes de sentir a sensação de saciedade. Por causa desse atraso, tendemos a comer mais do que realmente precisamos. Uma boa solução? Mastigar cada porção com calma e cuidado. O simples ato de comer mais lentamente faz com que nosso cérebro entre em sintonia com nosso estômago. Além disso, faz com que você aprecie mais a comida.

 

Coma antes de sentir muita fome

 

Quando você está realmente com fome, tende a exagerar. Quando faz isso, se sente cheio e seu nível de insulina dispara. Na sequência, vem aquela sensação de cansaço, seguida por mais fome e mais excesso... Em vez de tentar resistir à fome, se antecipe a ela. Se você comer um pouco antes daquela hora crítica ou quando sentir uma fominha leve, vai ingerir menos comida e mais devagar.

 

Beba mais água do que você acha que precisa

 

A desidratação produz uma sensação que é facilmente confundida com fome. Essa situação é mais comum do que se imagina. Muitas pessoas vivem em um estado de desidratação crônica, o que provoca fraqueza e dificuldade de concentração. Consumir ao menos os dois litros recomendados por dia manterá seu corpo disposto, sua mente alerta e previne a tal sede que faz você pensar estar com mais fome. E não, suco e refrigerante não contam! Dê preferência a água e chás sem açúcar.

 

Faça a escolha certa na hora do Lanche preventivo

 

Está assistindo a um filme e deu aquela vontade de beliscar? Nada de fazer um balde de pipoca de micro-ondas! Há uma grande quantidade de óleo e condimentos multiprocessados que não são nada nutritivos. Se pipoca é mesmo a sua escolha, prefira aquelas feitas na pipoqueira, sem óleo, e com pouco sal. Você também pode cortar palitinhos de cenoura crua ou pepino, que se tornam snacks deliciosos e super saudáveis. Castanhas, amêndoas e nozes também podem render um lanche nutritivo e saboroso, se em quantidade controlada. Você pode beliscar, contanto que sejam opções saudáveis.

Você verá que o “sacrifício” de comer corretamente não é assim tão grande. E os ganhos são inúmeros: além de ter mais energia e disposição e, sua qualidade de vida aumenta. E mais: isso pode te incentivar a fazer outras opções saudáveis, como dispensar o elevador para subir aqueles dois andares de escada e não perder um dia de treino ou malhação. Pesquisas mostram que, ao optar por uma vida mais saudável num aspecto, o cérebro se molda para se adaptar àquele modo em outros aspectos. Se transformação éera o que você está procurando, pode ter certeza de que vai encontrar.