Dicas E Artigos

Artigos

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Café e Saúde
Durante muitos anos, acreditou-se que o consumo de café deveria ser limitado e até evitado. Recentemente, os pesquisadores têm passado o assunto em revista.

Infelizmente, tanto na ciência como no dia a dia, o café e a cafeína têm sido tratados sem distinção. Muitas pesquisas, por exemplo, avaliam a cafeína utilizando o café como fonte. Estudos mais recentes, no entanto, têm mostrado que esse não é o procedimento mais correto. Afinal, o café é muito mais do que a cafeína que contém. Ele é uma mistura complexa que inclui cafeína, vários antioxidantes, óleos e outras substâncias.

Muitos estudos descobriram que o consumo regular e moderado de café pode, na verdade, ajudar a prevenir doenças como diabetes tipo 2, Mal de Parkinson e doenças do fígado.1 O café não aumenta o risco de câncer de mama. Pelo contrário! O hábito de consumi-lo pode reduzir o risco desse tipo de câncer em mulheres no período pós-menopausa.2

Café e diabetes
Embora a cafeína seja conhecida por reduzir a sensibilidade à insulina, o consumo de café tem sido associado à redução do risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Um estudo realizado em 2005 levou em consideração o estilo de vida dos participantes e descobriu que aqueles que consumiam pelo menos seis xícaras de café por dia tinham a metade do risco de desenvolver diabetes tipo 2 se comparados àqueles que consumiam até duas xícaras.3

Outro estudo, realizado com enfermeiras em 2006, revelou que, aumentando o consumo de café de um para quatro ou mais xícaras por dia, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 caía para um nível comparável ao de quem não toma café. Os mesmos resultados foram confirmados para o café coado, instantâneo cafeinado e descafeinado, mas, curiosamente, o estudo não encontrou vínculos com o hábito de beber chá.4

O café e as doenças cardíacas 
Embora a cafeína seja conhecida por influenciar de forma negativa os fatores de risco de doenças cardíacas, como a pressão sanguínea, a maioria dos estudos não conseguiu relacionar o consumo de café a esses riscos.1

Há apenas uma exceção: em países como a Escandinávia e a Turquia, onde, por norma, o café não é coado, ele está associado ao aumento dos níveis de colesterol. Isso parece ter relação com duas substâncias encontradas no seu óleo, que são removidas quando o filtro é utilizado.

Com base na revisão das evidências dos estudos realizados em 2005, os autores concluíram que o consumo moderado de café coado não está associado às doenças cardíacas.5 Também há quem diga que a diminuição do risco de doenças pode ser resultado da ação dos oxidantes encontrados no café. 6

O que tudo isso quer dizer? 
Atualmente, a ciência mostra claramente que a cafeína interfere na saúde de forma diferente do café. Para os adultos que consumem três ou quarto xícaras de café (fonte de 300-400 mg de cafeína) diariamente, existem poucas evidências de riscos e algumas evidências de benefícios à saúde1, além efeitos positivos no comportamento. 7

Existem, no entanto, aqueles que ingerem cafeína em grandes quantidades e os que são mais susceptíveis aos seus efeitos. Além disso, recomenda-se que grávidas limitem o consumo de café a três xícaras por dia (ou até 300 mg) a fim de evitar riscos potenciais.1

1 Higdon JV, Frei B. Coffee and health: a review of recent human research. Crit Rev Food Sci Nutr. 2006;46(2):101-23. 
2 Ganmaa D, Willett WC, Li TY, Feskanich D, van Dam RM, Lopez-Garcia E, Hunter DJ, Holmes MD. Coffee, tea, caffeine and risk of breast cancer: a 22-year follow-up. Int J Cancer. 2008 May 1;122(9):2071-6. 
3 Acheson KJ. Caffeine and insulin sensitivity. Metab Syndr Relat Disord. 2005;3(1):19-25. 
4 van Dam RM, Willett WC, Manson JE, Hu FB. Coffee, caffeine, and risk of type 2 diabetes: a prospective cohort study in younger and middle-aged U.S. women. Diabetes Care. 2006 Feb;29(2):398-403. 
5 Ranheim T, Halvorsen B. Coffee consumption and human health—beneficial or detrimental?—Mechanisms for effects of coffee consumption on different risk factors for cardiovascular disease and type 2 diabetes mellitus. Mol Nutr Food Res. 2005 Mar;49(3):274-84. 
6 Cornelis MC, El-Sohemy A. Coffee, caffeine, and coronary heart disease. Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2007 Nov;10(6):745-51. 
7 Smith A. Effects of caffeine on human behavior. Food Chem Toxicol. 2002 Sep;40(9):1243-55.