Dicas E Artigos

Artigos

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

Brincar faz bem
Ajude a família toda a se mexer mais com prazer.

Se você quer criar filhos saudáveis, faça da atividade física regular um programa familiar. Vocês só têm a ganhar: As crianças adoram correr e gastar a energia natural que têm. Então, comece a incentivá-los o mais cedo possível, nos primeiros anos de vida. Confira dez estratégias para ajudá-lo a reforçar os movimentos diários enquanto se divertem em família.

1.Nos finais de semana, planeje passeios que incluam movimentos. Visitem locais com área verde, como parques ou o zoológico, e façam um piquenique de frutas juntos. Nos dias chuvosos, uma boa dica é ir ao boliche ou outra área de lazer coberta. Nos meses mais quentes, pedalem juntos ou curtam um parque aquático. É bem provável que seus filhos gostem dessas atividades.

2.Leve-os a pé para a escola ou dirija parte do trajeto e caminhem o restante. De um jeito ou de outro, vocês vão se movimentar enquanto realizam suas atividades rotineiras. Também é uma excelente oportunidade de colocarem a conversa em dia.

3.Dediquem-se juntos aos afazeres domésticos que incluem movimento. Juntem as folhas caídas no quintal, lavem o carro com esponja (para movimentar mais os braços e as mãos) ou cuidem do jardim. Em vez de pensar que esses afazeres são obrigações, as crianças verão tudo como diversão ou um momento agradável em sua companhia. Você também concretizará dois objetivos de uma só vez: realizar as tarefas domésticas e incluir um pouco de movimento na rotina de todos.

4.Elogie os esforços dos pequenos. O feedback positivo pode ser muito motivador para que as crianças continuem a se mexer mais, enquanto as críticas pode desencorajá-las a manter esse hábito. Reconheça o progresso do(s) seu(s) filho(s) no aperfeiçoamento ou aprendizagem de novas habilidades. Outra dica é sugerir de forma delicada maneiras de melhorarem seu desempenho e incentivá-los a aplicar o que estão aprendendo em atividades que gostariam de experimentar. Com um pouco de incentivo sutil da sua parte e muitos elogios, as crianças vão desenvolver pensamentos do tipo “eu consigo” e ter uma atitude positiva e mente aberta sobre ser fisicamente ativo de várias maneiras.

5.Evite comentar sobre as atitudes sedentárias. Se seus filhos estão esparramados no sofá e você quer que eles sejam mais ativos, basta tentar orientá-los jogar bola ou andar de bicicleta, por exemplo. Se eles ouvirem seu conselho, elogie suas ações positivas, assim, eles repetirão o desempenho futuramente.

6.Incentive seus filhos a manter amizade com crianças fisicamente ativas. Os pequenos têm como referência os colegas com opinião e gostos em comum. Isso vale também para as atividades físicas. Se o seu filho não se exercita espontaneamente, você pode gentilmente incentivá-lo explicando que é legal ter diferentes tipos de amigos: aqueles para relaxar juntos, os confidentes, alguns com os mesmos hobbies, outros para praticar algum esporte, etc. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Bristol, no Reino Unido, apontou que as amizades têm papel importante na participação das crianças de 10 a 11 anos de idade nas atividades físicas. Além de promover o incentivo para se mexerem mais juntos, os amigos também servem de modelo de vida mais ativa, dão incentivo verbal e tornam a experiência mais agradável para ambos.

7.Sugira brincadeiras fora de casa e faça companhia a eles. Passar mais tempo fora promove a atividade física − seja caminhadas, passeios de bicicleta ou brincadeiras ativas no quintal ou na praça mais próxima. Pesquisas mostram que a maioria das crianças não tem passado tempo suficiente brincando fora de casa ultimamente, um fenômeno chamado “Transtorno de Déficit da Natureza”, que pode ter efeitos duradouros no desenvolvimento físico e emocional, aumentando, inclusive, o risco de desenvolvimento de problemas de peso e depressão. Uma vez fora de casa, mesmo que dentro do seu condomínio, vocês podem se aventurar no jardim (se houver) procurando pedras de formatos variados, folhas coloridas, entre outras coisas. Podem ainda organizar um pique-esconde ou outra brincadeira, o importante é combinar movimento e diversão para atrair as crianças.

8.Pense em se matricular em uma academia que tenha atividades para crianças. Um número cada vez maior desse tipo de estabelecimento têm se preocupado em tratar as atividades físicas como um negócio de família oferecendo natação e outras aulas para pais e filhos. Pense nisso como um passeio no shopping: Você e seus filhos podem se exercitar e divertir ao mesmo tempo e no mesmo lugar.

9.Torça por eles. Estimular as crianças a experimentar novos esportes ou atividades físicas por meio de palavras de apoio e elogiar seus esforços (e não apenas o resultado) podem ajudar uma criança a ficar motivada a manter esses desafios ou experimentar outros. O incentivo também pode ajudar a aumentar a autoeficácia, a crença de que eles realmente podem e sabem como realizar determinada atividade. Em um estudo, os pesquisadores da Universidade Estadual do Kansas descobriram que as mudanças na autoeficácia são associadas às mudanças positivas nas atividades físicas entre os estudantes do Ensino Médio.

10.Deixe seus filhos escolherem. Não escolha as atividades físicas para eles. Deixe-os falar sobre os esportes que querem experimentar ou continuar praticando, ou ainda, que tipos de aulas não gostariam de fazer. Não é porque você ou seu marido gostava de jogar futebol quando era criança que o seu filho vai jogar, ou porque você amava balé, que a sua filha vai compartilhar o mesmo entusiasmo. É importante ajudar seus filhos a descobrir atividades de que realmente gostam e respeitar as preferências individuais de cada um! Dessa forma, a tendência para mantê-las a longo prazo serão maiores. Conclusão: Se o exercício não for divertido, seus filhos não iram praticá-lo regularmente. Para as crianças, o fator diversão é fundamental.