Alimentação

Benefícios do trigo

Saboroso e nutritivo: entenda o que o trigo tem de melhor

O trigo é um dos cereais ​mais antigos cultivados pelo homem. Ao longo dos séculos, receitas foram sendo aprimoradas e novos ingredientes incorporados ao modo de preparo.

Alimento muito nutritivo, principalmente em sua forma integral, esse cereal é uma ótima fonte de carboidratos, proteínas e fibras, além de minerais como fósforo, cobre e manganês.

 Com os avanços da tecnologia e da gastronomia, novos produtos à base de trigo foram surgindo. Hoje, encontramos diversos pães, biscoitos, massas, bolos, entre outras opções de alimentos que levam o cereal na receita.

Farelo de trigo

Fonte de fibras insolúveis, vitaminas do complexo B, zinco e potássio.

Acelera o trânsito intestinal, fortalece o sistema imunológico.

Gérmen de trigo

Fonte de vitaminas E e B1.

Auxilia no combate aos radicais livres, contribui para o funcionamento do sistema circulatório, e ajuda na metabolização da glicose.

Farinha de trigo integral

Fonte de triptofano, vitamina B6 e betaína.

Contribui para a digestão, melhora o humor, auxilia no ganho de massa muscular e provoca sensação de bem-estar.

Trigo integral

Fonte de lignanas, cálcio, cobalamina, ferro, magnésio e vitaminas A, D, C e B.

Melhora o trânsito intestinal e ajuda no fortalecimento do sistema imunológico.

Triguilho

Fonte de proteínas, ferro, fibras potássio, zinco, magnésio, selênio e vitamina E.

Aumenta a sensação de saciedade e auxilia na digestão.

A seguir, você conhecerá quais são os derivados do trigo. Selecionamos as principais informações sobre as propriedades e benefícios de cada um para que você saiba escolher a opção mais saudável na hora de preparar suas receitas.

Confira!

Tipos de trigo para o consumo
  • Refinado: Sua forma mais comum de consumo, por meio da farinha de trigo. Por ser mais pobre em nutrientes, já que a casca é retirada, o recomendado é sempre dar preferência a alimentos que contenham farinha de trigo integral.
  • Farinha de trigo integral: É obtida pelo acréscimo do farelo de trigo à farinha branca ou extraída no início do processo de moagem do grão. A farinha integral é uma ótima fonte de fibras e proteínas.
  • Gérmen de trigo: É a parte mais rica em vitaminas e minerais, como ácido fólico, vitamina E, zinco, cálcio, fósforo e selênio. Ele pode ser adicionado em preparações doces ou salgadas, em sopas, purês, saladas, iogurtes e vitaminas para complementar seu valor nutricional.
  • Farelo de trigo: Também conhecido como a fibra do trigo, é um produto obtido através da moagem da casca durante a produção de farinha. Rico em fibras e proteínas, pode ser utilizado como auxiliar no bom funcionamento do intestino, adicionado a vitaminas, sopas e outras preparações (sem alterar o sabor dos alimentos).
  • Trigo integral: É uma ótima fonte de lignanas, substâncias que ao serem digeridas pelas bactérias da flora intestinal se convertem em compostos que fortalecem o sistema imunológico.
  • Triguilho: Esse alimento, conhecido como “trigo para kibe”, é altamente nutritivo e versátil. Ele aumenta a sensação de saciedade, auxiliando no processo de emagrecimento.

Proteínas do trigo

As proteínas do trigo dividem-se em formadoras de glúten e não formadoras de glúten. As que formam o glúten são as gliadinas e gluteninas. Elas constituem cerca de 80% do total de proteínas.

Já as outras são as prolinas e glutaminas, 2 dos 20 aminoácidos essenciais ao corpo humano. O glúten é formado, portanto, da mistura de um conjunto de proteínas insolúveis que, quando adicionadas à água, criam uma rede proteica ligada ao amido.

Durante o processo de panificação, por exemplo, o glúten retém o CO2, que surge com a fermentação.

Papel do trigo na dieta

Recentemente, o trigo ganhou atenção e virou vilão por conta de um componente específico: o glúten. Essa substância tem sido apontada como grande responsável pelo aumento do peso.

Conteúdo relacionado: Acabe com as dúvidas sobre o glúten

Mas, temos que dizer que o trigo em si não é o inimigo da reeducação alimentar. O problema não é consumir, mas fazer opções menos saudáveis de receitas que contém esse ingrediente, como é o caso das frituras.

Vale dizer que existem pessoas que são intolerantes ao glúten e possuem uma condição chamada Doença Celíaca. Essa doença causa desconforto abdominal, diarréias, anemia e falhas na absorção de outros nutrientes pelo organismo.

O paciente com Doença Celíaca não pode consumir alimentos que contenham glúten. Além do trigo, eles devem passar longe do centeio, aveia e cevada.

Nos casos em que o indivíduo não possui nenhuma restrição ao glúten, alimentos que contêm trigo podem facilmente ser incorporados à alimentação de maneira saborosa e saudável, sem medo!

O ideal é escolher opções de preparo de receitas mais saudáveis para aproveitar melhor todos os nutrientes. Para isso, é importante fazer parte do programa de reeducação alimentar do WW Vigilantes do Peso.

O objetivo do WW Vigilantes do Peso é te ajudar a alcannçar uma vida mais saudável e equilibrada de forma suave e respeitando limites, rotina e preferências alimentares. O novo programa ‘do meu jeito’ é dividido em 3 planos e baseado em um sistema de contagem de pontos exclusivo, o PontosSmart. Assim, você é guiado para atingir suas metas de reeducação alimentar e perda de peso de uma maneira simples.