Alimentação

Alimentação saudável é uma questão de costume. Veja agora como começar.

Descubra como é possível ter uma vida mais saudável e ativa com a adoção de pequenos hábitos no seu dia a dia

 

Basta a gente querer mudar nossa relação com os alimentos para encontrar uma série de dietas que prometem tudo o que sonhamos: perda de peso rápida. A maioria delas cumprem a promessa, mas, o que ninguém te conta são os problemas que podem surgir.

O cansaço, imunidade baixa, queda capilar e perda da elasticidade da pele são alguns dos efeitos colaterais dessas dietas. Isso sem contar no efeito sanfona e no desgaste dos órgãos vitais, que necessitam de nutrientes específicos para continuar funcionando.

Diante de tantos males possíveis, a perda de peso acaba sendo associada a algo que não é tão bom assim. Por isso, o ideal é que você invista em mudança de hábitos que só podem ser assimilados pela reeducação alimentar.

Seja para perder peso ou garantir uma vida mais longínqua, o processo de mudança de hábitos deve passar, necessariamente, pela escolha certa dos alimentos que serão ingeridos.

O melhor caminho para a adoção de um estilo de vida com mais qualidade é saber escolher as melhores refeições. Mas, se você acha que isso significa fazer dietas muito restritivas, nós estamos aqui para provar o contrário.

Leia esse artigo até o final e descubra que é possível ter uma alimentação saudável, perder peso e promover o bem-estar com a adoção de medidas simples e atividades que podem ser realizadas sem maiores problemas. 

 

Evite ficar muito tempo sem comer

 

Definitivamente, passar fome não é o melhor caminho para quem deseja passar por um processo de reeducação alimentar. É importante que você não fique longos períodos sem comer.

Os lanches entre as refeições fornecem a energia necessária para que o metabolismo continue trabalhando corretamente. Se você pular as refeições, seu corpo vai entender que precisa gastar menos energia, o que faz o metabolismo ficar mais lento. 

 

Não faça dietas restritivas

 

A alimentação deve ser encarada como sua aliada e uma fonte de prazer. As dietas pregam exatamente o contrário disso, já que são elaboradas com cardápios restritivos e não levam em consideração tudo o que seu corpo precisa para ficar em equilíbrio.

A reeducação alimentar garante que você esteja bem com você mesmo e isso inclui comer aquilo que você gosta e sem culpa. O que você precisa, na verdade, é aprender a fazer opções mais saudáveis, sem deixar de lado suas preferências. 

 

Consuma alimentos naturais

 

Evite alimentos industrializados e com baixo teor nutritivo. Isso pode ser feito com algumas mudanças de hábitos.  Se você comer macarrão industrializado, por exemplo, faça um molho de tomate caseiro.

Caso queira um suco, opte pelo natural e, se possível, sem açúcar. Os alimentos industrializados contêm corantes, conservantes e altas quantidades de sódio, o que pode causar hipertensão e problemas renais. 

 

Prepare suas refeições de forma mais saudável

 

Sempre que possível, prepare suas próprias refeições. Faça uma lista de compras e providencie os ingredientes necessários para o preparo de cardápios saudáveis. Aqui no nosso blog, você encontra uma série de receitas fáceis, nutritivas e saborosas.

Ao preparar carnes, o ideal é cozinhar, assar ou grelhar. Não deixe de escolher os cortes sem muita gordura. Crie pratos a base de legumes e folhas e não esqueça de não exagerar no uso de sal. 

 

Alimente-se em um ambiente tranquilo

 

Escolha um espaço agradável para fazer suas refeições. Coma devagar e deixe os problemas e compromissos longe de seus pensamentos. Foque no que você está fazendo, mastigue lentamente.

Isso fará com que tenha mais saciedade ingerindo a quantidade necessária de comida. Evite comer assistindo televisão, na frente do computador ou mexendo no celular. Essas atividades podem fazer com que você se distraia e não preste atenção no seu organismo.

 

Tenha paciência 

 

Você não vai mudar de hábitos do dia para a noite. Isso leva tempo e implica em persistência e paciência. Caso prove alimentos que não tinha costume de ingerir, não desista. Seu paladar precisa ser estimulado aos poucos. 

Celebre as pequenas conquistas do dia a dia. Não compare sua jornada com a de outras pessoas. Ninguém conhece melhor seu corpo do que você, portanto, seja paciente com ele e entenda que o processo de mudança é muito particular.

 

Mantenha seu corpo hidratado

 

A água, além de manter a pele hidratada, é fundamental para o transporte de vitaminas para todo o organismo e essencial para nos manter dispostos ao longo do dia. Procure ingerir água com com frequência durante o dia. Ter uma garrafinha a sua disposição é de grande ajuda.

 

Saiba o que você está comendo

 

Um dos grandes erros cometidos é achar que contar calorias é o mais adequado. As calorias são o combustível do corpo - sem elas, ficamos sem energia - mas não contam toda a história. .

O foco da reeducação alimentar é a qualidade de nutrientes. Ela leva em consideração a quantidade de gorduras, a ingestão correta de fibras, vitaminas, entre outros elementos relacionados à saúde e ao bem-estar.

 

Benefícios de uma alimentação saudável

 

Comer bem implica em qualidade de vida, bem-estar, saúde, disposição e elevação da autoestima. Quando você opta por um cronograma alimentar livre de gorduras, sódio e açúcares, seu organismo passa a ter mais equilíbrio.

Do ponto de vista da saúde física, uma rotina pautada em refeições equilibradas promove a saúde do coração, dos rins e do fígado, por exemplo. Além disso, ela diminui consideravelmente os riscos de infarto, diabetes e hipertensão.

Os benefícios também são direcionados à saúde mental. A alimentação adequada evita quadros de estresse, ansiedade, insônia e depressão. Quando comemos por impulso, o prazer que sentimos pelo alimento é passageiro. Depois desse período, a sensação de culpa pode gerar quadros de tristeza e sensação de incapacidade. 

A alimentação saudável também é capaz de promover os seguintes benefícios: 

Garante mais energia: Você sentirá mais disposição para trabalhar, estudar, se divertir e praticar exercícios sem maiores sofrimentos. 

Previne doenças: Os alimentos ricos em nutrientes têm o poder prevenir câncer, perda óssea, gastrite e outras enfermidades. 

Proporciona crescimento saudável: Bons alimentos garantem o melhor desenvolvimento e a renovação de músculos, ossos, tecidos, pele e sistema nervoso. 

Regula a produção de hormônios: A alimentação equilibrada evita problemas relacionados à tireóide, insônia e infertilidade. 

É importante que você saiba que, para desfrutar de todos esses benefícios, o ideal é também praticar exercícios com regularidade. Esse hábito contribui para o ganho de massa muscular e perda de gordura. 

 

Como ter uma alimentação saudável

 

A melhor estratégia para se alimentar da maneira adequada e sem mudanças muito radicais é inserir em sua rotina pequenos novos hábitos e escolhas. Se você não conseguir aderir a todos, não se culpe.

Lembre-se de que tudo deve ser feito no seu tempo e um passo de cada vez. A  seguir, veja algumas dicas que você pode seguir para ter uma alimentação saudável. 

Pondere o que é possível de ser realizado e o que demandará um pouco mais de tempo. O importante é você focar em sua saúde e bem-estar e ir adentrando a esse novo modo de vida sem cobranças ou ansiedade. 

Fuja de dietas milagrosas: Dietas muito restritivas, além de serem pouco saudáveis, implicam no famoso efeito sanfona. Cuidado! Os efeitos nocivos dessas promessas milagrosas podem ser mais sérios do que você imagina. 

Faça substituições: Sempre que possível, substitua os alimentos mais pesados e gordurosos por versões mais leves. Não vai ser difícil encontrar receitas de macarrão de abobrinha, arroz de couve-flor e atum em água, por exemplo. 

Coma mais vegetais: O consumo regular dos chamados FLVs (frutas, legumes e verduras) promove a ingestão de fibras e agentes que atuam como antioxidantes naturais no organismo.

Como unir alimentação saudável e sustentabilidade

 

Quando você adere a um estilo de alimentação saudável, a rotina sustentável também passa a fazer parte da sua vida. Um conceito está vinculado ao outro porque você passa a priorizar refeições mais naturais.

O processo de fabricação de um alimento processado conta com gastos consideráveis de água e descartes que prejudicam o meio ambiente. Além disso, as embalagens, na maioria dos casos, vão para o mesmo destino: o lixo comum.

Se você deseja priorizar sua saúde e contribuir para o equilíbrio ambiental, a dica é seguir as seguintes estratégias:

Segunda sem carne: A iniciativa surgiu após a constatação de que são necessários cerca de 3800 litros de por dia para a produção de carne para 1 pessoa.

Além disso, os vegetais destinados à alimentação de um bovino poderiam nutrir uma quantidade significativa de pessoas. Cada quilo de carne bovina emite 335 quilos de gás carbônico, esse valor equivale a dirigir um carro por cerca de 1500 quilômetros.

Apesar de a campanha fazer referência à segunda-feira, você pode escolher o dia que mais apropriado para não consumir carne. E os benefícios não são apenas para o meio ambiente.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Oxford, uma dieta com menos carne reduz os índices de mortes causadas por doenças cardíacas e AVC. Dessa forma, inserir no cardápio alimentos de origem vegetal promove saúde para as pessoas e para o planeta.

Alimentos orgânicos: Além de proteger o solo e garantir que os nutrientes estejam sempre presentes nas safras, a agricultura orgânica gasta menos energia e gera 40% menos gases de efeito estufa. 

Evite o desperdício: O desperdício de alimentos envolve gastos excessivos de água e queima de combustível. Isso também gera complicações sociais graves, já que vivemos em contextos de desigualdade social extrema. 

Para evitar o desperdício de alimentos, vá ao supermercado munido de uma lista de compras e adquira somente o que foi planejado. Evite promoções, principalmente  as famosas “leve 3, pague 1”. Guarde e conserve os alimentos de maneira apropriada. Use a criatividade para reaproveitar as pequenas quantidades que sobrarem.

Alimentação saudável e longevidade

 

Ter uma rotina pautada em refeições saudáveis prolonga a vida. Se você deseja ter dias mais leves e executar suas atividades com mais qualidade, foco e concentração, não só a escolha dos alimentos certos, mas também a forma como você os consome poderá te ajudar.

Por isso, assim como você organiza seus horários de trabalho, providencia as roupas para cada ocasião e seleciona a playlist adequada para seu estado de espírito, o mesmo deverá ser feito em relação às refeições. Atente-se para os seguintes elementos:

Planeje o que você irá comer: Deixar a alimentação refém do acaso, na maioria das vezes, implica em escolhas erradas. O ideal é você planejar todas as refeições que serão feitas ao longo da semana.

Aposte em pratos variados: Para não enjoar de determinada receita, coloque sua criatividade em prática e providencie pratos diferentes. Sempre inclua alimentos com texturas, cores e sabores variados.

Informe-se sobre os componentes nutricionais dos alimentos: Tenha o hábito de ler o rótulo das embalagens quando for ao supermercado ou a outros estabelecimentos. Compare a quantidade de sódio, corantes e açúcares e sempre priorize o produto com menor índice desses elementos. 

Priorize os produtos integrais: Ficar livre por completo dos alimentos industrializados nem sempre é tão simples. Por isso, na hora de comprar esse tipo de produto, invista em iogurtes naturais, pães integrais e cereais sem açúcar refinado.

 

Evite distrações: Celulares, televisão, músicas altas e agitadas e excesso de conversas devem ficar longe dos momentos de alimentação. Foque no que você está comendo e evite estresse, problemas de trabalho e discussões. Essas situações fazem com que a gente perca a noção da quantidade de comida que estamos ingerindo.

Preste atenção nos alimentos: Mastigue sem pressa e sinta prazer no que está comendo. A mastigação tranquila promove mais saciedade, mesmo que você esteja ingerindo uma quantidade menor de comida. 

Aposte na variedade: A não ser que seu médico tenha prescrito uma dieta restritiva por conta de problemas de saúde, como diabetes ou doença celíaca, por exemplo mantenha seu cardápio sempre variado, com fonte de fibras, proteínas e sabores que te agradam. 

Estabeleça metas: Conhecer os principais nutrientes que são indispensáveis para a saúde ajudará a construir um cardápio completo. Elabore um cronograma que inclua a quantidade necessária de vitaminas. Para isso, a melhor estratégia é contar com os serviços de uma equipe especializada em reeducação alimentar. 

 

Um extra: mexa-se

 

Uma rotina pautada em atividades físicas pode ser aderida aos poucos. Você não precisa se matricular em uma academia logo de cara e frequentar todos os dias se não quiser. Basta fazer caminhadas, começando com um tempo curto e ir aumentando aos poucos.

Outra opção é fazer exercícios em casa, de acordo com seu ritmo e disponibilidade de tempo. Preferir escadas em vez de elevador também é uma ótima opção, assim como dançar, pedalar, entre outras atividades.

 

 

Como você notou, os costumes de uma vida saudável podem ser aderidos no seu tempo e de acordo com o seu perfil e objetivos. Para te ajudar nesse processo, o WW Vigilantes do Peso conta com um programa personalizado e que valoriza sua história.

Nossa equipe multidisciplinar de especialistas está preparada para te acompanhar nessa jornada rumo a uma vida mais saudável, tanto para seu corpo, quanto para sua mente.