Dicas E Artigos

Receitas

Diga sim para o que você adora comer! Aqui, você pode.

 importância de um ambiente de apoio
Estabelecer uma rede de apoio no início da jornada de emagrecimento e mantê-la forte ao longo do processo é essencial para um resultado duradouro.

Emagrecer pode ser um processo estressante, um período emocionalmente intenso, considerando todas as mudanças e aprendizados envolvidos. Para aliviar um pouco, obter apoio de pessoas próximas é de grande ajuda. Evidências disso foram encontradas em um estudo que observou dois grupos de mulheres acima do peso durante um período em que seguiam um plano alimentar para emagrecimento. Apenas um dos grupos incluía apoio de outras pessoas.

Segundo os pesquisadores, as participantes do grupo que seguia o plano que não incluía apoio de outras pessoas apresentaram níveis mais altos de cortisol, hormônio que o organismo produz em maior quantidade durante períodos de estresse. O mesmo grupo demonstrou também um declínio na capacidade de concentração e de cumprir tarefas, duas áreas da função mental que o estresse tende a enfraquecer temporariamente.1 Já o grupo que contou com apoio de outras pessoas não apresentou nenhum desses problemas.

Em outro estudo, realizado com mais de cem mulheres, notou-se que os índices de cortisol eram mais elevados entre aquelas que seguiram um programa de ingestão calórica reduzida; a prática constante do automonitoramento também fez aumentar o nível de estresse.2

Comportamentos importantes que são necessários para o emagrecimento — tais como o controle do tamanho das porções, a prática de atividade física e a tomada de boas decisões alimentares — são mais frequentes se houver uma atmosfera de apoio. Por exemplo, em um estudo com mulheres que tentavam emagrecer, o apoio de outras pessoas as ajudou a controlarem a alimentação e escolherem alimentos menos calóricos.3


As mulheres também demonstraram interesse em obter apoio para a prática de atividades físicas, orientação nutricional e reforços positivos.4
Envolva seu parceiro
Não é surpreendente que haja uma relação entre cônjuges e peso, pois os casais tendem a fazer as refeições juntos e a dividir um ambiente alimentar (cozinha, despensa, idas ao supermercado).5,6,7 Faz diferença quando um apoia os esforços do outro para emagrecer.

Atividade física


Com relação à adoção de um estilo de vida mais ativo, obter apoio ao praticar atividades físicas é tão importante quanto na hora de determinar o que se vai comer. Família e amigos podem estimular a pessoa a experimentar diferentes tipos de exercícios, tanto pequenas atividades em momentos ociosos quanto a prática de esportes. Em um estudo com um grupo de adultos mais velhos, verificou-se que o apoio dos familiares, médicos e cuidadores, entre outros fatores, foi determinante para a continuação da prática de exercícios.8


Sustentando-se em múltiplas bases


O contínuo apoio de familiares, amigos, colegas de trabalho e outros é sem dúvida um auxiliar nos esforços de emagrecimento. Pesquisas mostram que programas que promovem esse apoio — seja pessoalmente, via internet ou uma combinação de interação pessoal e eletrônica — proporcionam resultados melhores.9 A ideia central que se absorve por essa interação é: você não está sozinho.
Um dos quatro pilares do programa de emagrecimento do Vigilantes do Peso é o Apoio do grupo, a criação de uma atmosfera de apoio, que, como já foi demonstrado, é fundamental para um emagrecimento duradouro.

Referências

1Green MW, Elliman NA, Kretsch MJ. Weight loss strategies, stress, and cognitive function: Supervised versus unsupervised dieting. Psychoneuroendocrinology. Out. 2005; 30(9):908-18.

2 Tomiyama AJ, Mann T, Vinas D, et al. Low calorie dieting increases cortisol. Psychosom Med. Maio 2010;72(4):357-64.

3Wolfe WA. A review: maximizing social support — a neglected strategy for improving weight management with African-American women. Ethnicity and Disease. 2004; 14(2):212-8.

4 Thomas JL, Stewart DW, Lynam IM et al. Support needs of overweight African American women for weight loss. American Journal of Health Behavior. Jul-ago 2009; 33(4):339-52.

5Jeffery RW, Rick AM. Cross-sectional and longitudinal associations between body mass index and marriage-related factors. Obesity Research. Ago. 2002; 10(8):809-15.

6 Averett SL, Sikora A, Argys LM. For better or worse: relationship status and body mass index. Economics and Human Biology. Dez. 2008; 6(3):330-49.

7McLean N, Griffin S. Toney K, Hardeman W. Family involvement in weight control, weight maintenance and weight-loss interventions: a systematic review of randomized trials. International Journal of Obesity and Related Metabolic Disorders. Set. 2003; 27(9):987-1005.

8 Chiang KC, Seman L, Belza B, Tsai JH. "It is our exercise family": experiences of ethnic older adults in a group-based exercise program. The comparison of a technology-based system and an in-person behavioral weight loss intervention. Preventing Chronic Disease. Jan. 2008; 5(1):A05.

9 Pellegrini CA, Verba SD, Otto AD et al. The comparison of a technology-based system and an in-person behavioral weight loss intervention. Obesity. Fev. 2012; 20(2):356-63.

10Heshka S, Anderson JW, Atkinson RL, Greenway FL, Hill JO, Phinney SD, Kolotkin RL, Miller-Kovach K, Pi-Sunyer FX. Weight loss with self-help compared with a structured commercial program: a randomized trial. JAMA. Abr. 2003; 289(14):1792-8.