Dicas E Artigos

5 conselhos de dieta para você NÃO seguir

O que não falta por aí é dieta da moda e dicas para emagrecer. Fique atento!

1. Eliminar o glúten

Se você não possui a doença celíaca (reação imunológica ao glúten), cortar esse item do seu dia a dia não traz benefícios a longo prazo. A tática pode até ajudar a eliminar alguns quilos no começo, mas a tendência é que você acabe lidando com efeito platô. Não comer massas, pães e bolachas só vai fazer você ficar estacionado em um peso que não é sua meta e, pior, te deixar com vontade de algo que gosta. Restringir demais o cardápio nunca é uma boa ideia.

2. Fazer jejum

Algumas dietas prometem milagres com o famoso ‘jejum intermitente’. Mas ficar muito tempo sem comer pode ser ruim. Além de aumentar a chance de exagerar na próxima refeição e de fazer escolhas menos saudáveis, você pode sentir tonturas, dores de cabeça e até ter desmaios. Foque em administrar as quantidades que irão te satisfazer, ingerir alimentos saudáveis e manter-se suficientemente nutrido durante todo o dia.

3. Não comer carboidratos à noite

O horário em que você come não influencia no ganho de peso. O que importa é a quantidade e a qualidade dos carboidratos que você consome, ao longo de todo o dia. Moderação é o segredo, sempre.

4. Não comer pão

Você pode substituir o pão francês por opções integrais. E, por que não, abrir uma exceção de vez em quando? Você pode, nada é proibido! Quando consumido com moderação, o pão pode até ser um aliado da perda de peso – em especial o escuro, por sua riqueza em fibras alimentares. Além disso, grande parte da questão está naquilo que se usa para rechear o sanduíche. Prefira geleias naturais, requeijão light, queijos brancos ao invés de manteigas, margarinas, queijos amarelos.

5. Substituir refeições

Para reduzir quantidades ou seguindo informações erradas sobre ‘não comer à noite’, muitas pessoas substituem refeições por shakes e suplementos, muito famosos no mercado. Esses produtos podem ser uma fonte de complemento para a sua alimentação – quando indicados pelo seu médico, ajudando carências do seu organismo, mas uma alimentação equilibrada precisa das refeições completas. Dê prioridade a alimentos mais leves em determinados momentos do dia (à noite ou pré-treino, por exemplo) e controle suas porções. Pular refeições não é um hábito saudável a ser inserido na sua rotina.