Dicas E Artigos

3 Técnicas de meditação para você começar

Experimente esses estilos diferentes e descubra os incríveis benefícios para sua mente e corpo.

Para muitos de nós, meditação é ótima em teoria, mas colocar na prática pode parecer um pouco distante. Com uma lista de afazeres mais longa a cada dia, as vezes é difícil priorizar um momento, 10 minutos ou mais, para você parar.

Cientistas finalmente foram capazes de estudar o que acontece no cérebro e confirmar o que os Budistas já sabem por séculos: meditação pode reduzir o estresse, assim como sintomas de ansiedade, depressão e percepção de dor.

Existem centenas de estilos diferentes de meditação que nos ajuda a focar nossa atenção e também a regular o sistema nervoso parassimpático (relaxamento) e modular nosso humor. Não existe uma técnica que seja a melhor. O tipo de meditação ideal para você experimentar vai depender de como você está se sentindo ou o que você busca em um determinado período – então vamos mostrar alguns estilos efetivos para você explorar e adaptar a suas necessidades.

 

1. Meditação mindfulness

 

Meditação mindfulness é definida como “prestar atenção, intencionalmente, no momento presente”. A prática envolve fechar os olhos e concentrar-se na sua respiração, nos sons à sua volta e em qualquer sensação que experimentar. Essa meditação é simplesmente observar seu estado presente – não é para mudar como você se sente, o que está pensando ou fazendo. É sobre construir consciência.

É bom para que?

Estabelecer pensamentos claros e reduzir ansiedade e depressão.

Mulher asiática sentada em cima de um carro, meditando ao ar livre.

2. Meditação transcendental automática

 

Meditação transcendental consiste em repetir um mantra (geralmente em Sânscrito) várias vezes na sua mente. A palavra “mantra” significa “ferramenta da mente” e é baseada na ideia de que a repetição vai gradualmente substituir outras vozes na sua mente.

É bom para que?

Relaxamento. Mantras também podem te ajudar a focar em uma tarefa.

Como tentar:

Você pode começar com um simples: “EU POSSO fazer isso”, durante um treino na academia; ou “Isso vai passar”, se não estiver se sentindo bem sobre alguma coisa.

 

3. Meditação Bondade-Amorosa ou Metta

 

Como o nome sugere, essa técnica envolve repetir frases amorosas direcionadas a você mesmo ou a outros mentalmente, para trazer mais compaixão a sua vida. Um estudo mostrou que quando as pessoas praticavam essa forma de meditação por 9 semanas, suas emoções positivas aumentaram e eles também relataram melhora na satisfação com a vida e reduziram sintomas de depressão.

Geralmente, essa meditação começa com algumas respirações profundas. Lentamente, você começa uma série de frases direcionadas a você mesmo, como, “Que eu seja feliz. Que eu esteja bem. Que eu esteja em paz.” Então você pensa em outra pessoa e direcione as mesmas frases para ela, repetindo “Que você seja feliz. Que você esteja bem. Que você esteja em paz.” Ao concentrar-se nessas frases, a ideia é que você se sinta mais positivo sobre você e as outras pessoas.

É bom para que?

Autocompaixão, cultivar empatia, aprimorar suas habilidades interpessoais e melhora sua conexão com outras pessoas

Como tentar:

Escolhas pensamentos para direcionar a você e aos outros.